Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Coronavírus: Mineirão se coloca à disposição para abrigar hospital de campanha

Gigante da Pampulha afirma segue em contato com o poder público para prestar auxílio


postado em 23/03/2020 14:59 / atualizado em 23/03/2020 15:55

Pandemia do coronavírus paralisou o futebol no Brasil.(foto: Divulgação/Mineirão)
Pandemia do coronavírus paralisou o futebol no Brasil. (foto: Divulgação/Mineirão)
O mundo segue em alerta em função da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). No Brasil, alguns estádios de futebol estão à disposição das autoridades estaduais e municipais para ajudar no combate à doença, até mesmo sendo usados como hospitais de campanha. Em Belo Horizonte, o Mineirão também se colocou às ordens dos órgãos públicos.

Entretanto, até o momento o Gigante da Pampulha ainda não foi procurado pelo governo do Estado de Minas Gerais ou pela Prefeitura de Belo Horizonte para a utilização de seu espaço.

 

"O Mineirão informa que a decisão pela construção de hospitais de campanha cabe aos órgãos de saúde ou militares. Até o momento, a equipe do estádio não foi procurada com esta demanda por parte dos órgãos, porém se colocou à disposição do Estado de Minas Gerais na última terça-feira (16) e da Prefeitura de Belo Horizonte, no último sábado (20). O Mineirão reitera que está em contato constante com o poder público e integralmente à disposição para auxiliar com o que for possível", diz o comunicado.

 

Outros estádios pelo país também estão à disposição das autoridades para o auxílio ao combate do novo coronavírus. Os estádios Nilton Santos, no Rio de Janeiro; Pacaembu, Morumbi e Arena Corinthians, em São Paulo; Mané Garrincha, em Brasília; Frasqueirão, em Natal; e Arena da Baixada, em Curitiba, já foram disponibilizados para os órgãos públicos.

Independência 

Alencar da Silveira Júnior, ex-presidente do América, se manifestou por meio das redes sociais sobre o caso. Para o ex-mandatário, ceder o Independência também não será problema para o clube alviverde ou para o presidente Marcus Salum.

 

“Tenho certeza que pelo América e pelo presidente (Marcus) Salum, o Independência está à disposição do governo e do Exército para ser usado como apoio para o tratamento da gente mineira”, disse.

 

Em contato com o Superesportes, o gerente de operações e segurança do Horto, Helber Gurgel, falou sobre o caso. Segundo ele, a arena não tem estrutura para comportar esse tipo de ação.

 

“Nós já pensamos em abrir o Independência, mas nós esbarramos na questão estrutural. A maior estrutura do estádio é a parte de vestiários, porque o Independência é diferente dos outros estádios redondos, falta uma parte da estrutura nele. Mas, é claro, se formos consultados, a gente se dispõe, mas por enquanto não houve nenhuma solicitação”, afirmou.

 

O que é o Coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como o Covid-19 é transmitido?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

 

 

Gráfico mostra a evolução diária de casos confirmados de coronavírus no Brasil

 

Como se prevenir?

 

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
 

Quais os sintomas do Coronavírus?

 

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19: 

 

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia
 
Em casos graves, as vítimas apresentam: 
 
  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

 
Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: 
  • O álcool em gel é capaz de matar o vírus? 
  • O coronavírus é letal em um nível preocupante? 
  • Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? 
  • A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? 

 

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também: 

 


Publicidade