UAI
Publicidade

Estado de Minas Pesquisa

Valor médio do presente do Dia das Crianças cresce quase 25%, diz CDL

O valor médio passou para R$ 121,27, um aumento de 24,3% ao registrado em pesquisa anterior


08/10/2021 12:34 - atualizado 08/10/2021 12:57

Ursinho de pelúcia ao lado de três caixas de presentes
Aumento do preço médio do valor do presente do Dia das Criança está sendo atribuído também à proximidade da data do 5º dia útil (foto: PXhere)

Os lojistas estão mais otimistas com a performance das vendas do comércio para comemorar o Dia das Crianças, que neste ano cai na próxima terça-feira (12/10).

O otimismo tem a ver com o reajuste no percentual do preço médio dos presentes da criançada. O valor médio do presente, que antes girava na casa dos R$ 97,53, agora, com a data se aproximando, passou para R$ 121,27, um aumento de 24,3% em relação ao registrado em pesquisa  realizada entre os dias 9 de agosto e 17 de setembro.

O reajuste verificado agora na pesquis a ‘Intenção de venda’ também da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), realizado entre os dias 4 e de outubro, coloca os brinquedos na  lista dos presentes mais procurados.

Tíquete médio


“O aumento do tíquete médio pode ser atribuído à proximidade da data com o quinto dia útil, quando é realizado o pagamento de salário de grande parte dos trabalhadores. Para este ano, a expectativa é de que a data seja mais aquecida do que a de 2020, considerando que os índices da pandemia estão mais controlados e as pessoas estão mais dispostas a presentear. Há ainda o fato de que o governo do Estado voltou a pagar os servidores em dia”, destaca o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva.

Brinquedos


Como esperado, os brinquedos lideram a lista de presentes mais procurados, com 53,7%. Em seguida, aparece o vestuário, com 17,9%. Em terceiro lugar estão os artigos esportivos, como bicicleta e skate (10,4%). Os itens eletrônicos, como videogame, ocupam a quarta posição, com 9%. Cosméticos e materiais escolares estão empatados, com 6%.

De acordo com os lojistas entrevistados, o pagamento à vista no cartão de crédito será a forma de pagamento da maioria dos consumidores, 35,8%. Já o pagamento parcelado no cartão aparece como escolha de 32,8%. O parcelamento será dividido, em média, em até cinco vezes. Transferências eletrônicas (TED, DOC, PIX) representam 17,9% e cartão de débito 13,4%.

Para 55,2% dos comerciantes, as vendas da semana que antecede o Dia das Crianças estão atendendo parcialmente às expectativas. Para 10,4% está atendendo plenamente. Quando questionados sobre a as vendas de outros produtos que não são relacionados às crianças, mas que contribuem para alavancar a data, 22,4% afirmaram que aumentou em comparação ao último ano.  61,2% dizem estar no mesmo patamar.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade