Publicidade

Estado de Minas RMBH

Com alta no preço da carne, rodízios sentem reflexo da pandemia

Pesquisa do Mercado Mineiro aponta variações de 148% nos restaurantes de rodízio de carnes na Região Metropolitana de Belo Horizonte


02/08/2021 10:32 - atualizado 02/08/2021 12:12

Rodízios de carne sentem reflexo da pandemia(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Rodízios de carne sentem reflexo da pandemia (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Com a pressão no preço das carnes, os valores dos rodízios aumentaram de agosto de 2020 até julho de 2021. Um levantamento feito pelo Mercado Mineiro, site de pesquisa de preços, mostra que é possível encontrar variação de 148% nos restaurantes de rodízio de carnes na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Essa variação podem ser justificáveis em virtude da quantidade de pratos, qualidade dos cortes e alimentos e localização do estabelecimento. Hoje, o valor do rodízio por pessoa custa durante a semana de R$59,90 até R$149.00, com uma variação de 148%. Nos fins de semana, o rodízio de carnes por pessoa custa de R$66.90 até R$149.00, com uma variação de 122%. 

O preço médio que era de R$74.02 passou para R$83.64, um aumento de 13% para valores de segunda a sexta. Os preços médios nos finais de semana e feriado que eram de R$77.02 subiram para R$90.31, um aumento de 17.25%.

Carnes "salgam" o bolso

A pesquisa aponta ainda um comparativo de preço médio de carnes que sempre são servidas nos rodízios. O quilo da Alcatra bovina que custava em média R$34.27 subiu para R$44.00, um aumento de 28%. O quilo da Maminha bovina que custava em média R$31.21 subiu para R$41.92, um aumento de 34%.

O quilo do contrafilé bovino que custava em média R$35,37 subiu para R$45,99, um aumento de 30%. A picanha tradicional que custava em média R$45,02 subiu para R$57,43, um aumento de 27,57% no quilo.

Enquanto o lombo suíno que custava em média R$16,94 subiu para R$19,86, um aumento de 17,24%. O quilo do coraçãozinho de frango que custava em média R$20.34 subiu para R$26,74, um aumento de 31,47%.

Os aumentos dos preços das carnes bovinas e frangos continuam preocupantes para o consumidor e donos de casas de carnes. Quando comparamos os preços médios nos últimos 30 dias, tivemos aumentos de 2.57%, no quilo do Contra File que subiu de R$44.84 para R$45.99. O quilo da Alcatra subiu 1.49%, o preço médio que era de R$43.35 subiu para R$44.00.

O quilo do filé mignon subiu de R$54.44 para R$55.24, um aumento de 1.46%. No frango também tivemos aumentos, o quilo do peito resfriado subiu de R$11.22 para R$12.44, um aumento de 10.85%. O quilo de filé de peito subiu de R$15,82 para R$17.15, um aumento de 8.40%. O quilo do frango resfriado que era de R$9.81 subiu para R$10.75, um aumento de 9.59%.

Na carne suína tivemos boas quedas pelo preço médio no último mês. O quilo do lombo aparado que custava R$21.38 caiu para R$20.52, uma queda de 4%. O quilo do Pernil sem osso que custava em média R$19.49 caiu para R$18.96, uma redução de 2.72%. O quilo da Bisteca suína que era de R$19.21 caiu para R$18.92, uma redução de 1.50%. O quilo do Copa Lombo que custava em média R$19.46 passou para R$18.51, uma redução de 4.89%.

Reflexo da pandemia 

Segundo o economista e coordenador do Mercado Mineiro, Feliciano Abreu, o aumento é um reflexo da pandemia. “O rodízio e os bares foram os principais afetados. Imagina que você tem um negócio em que seu principal produto é a carne, tirando o açougue, isso afeta diretamente o custo do rodízio. Há uma pressão de preço muito forte da carne”, observa.

Ele explica que apesar da reabertura, o aumento do preço dos produtos vai deixar os donos desses estabelecimentos na mão. “Dificulta até a vida deles, você não está vendo rodízio cheio porque as pessoas também estão sem dinheiro. Se pagar na faixa de R$ 90 um rodízio por pessoa, tem que somar ainda bebida e outros custos, como estacionamento, e isso fica caro”, afirma.

A pesquisa foi realizada entre os dias 25 a 28 de julho de 2021 e foram consultados 38 açougues e 15 restaurantes na Região Metropolitana de Belo Horizonte.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade