Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas TURISMO E NEGÓCIOS

Do Político ao Turístico

Em época de eleições, confira como a política está presente no turismo muito mais do que se imagina


10/11/2020 06:00

Escultura colossal esculpida no Monte Rushmore, em Dakota do Sul, nos Estados Unidos(foto: Pixabay)
Escultura colossal esculpida no Monte Rushmore, em Dakota do Sul, nos Estados Unidos (foto: Pixabay)


Em época de eleições vale a pena refletir sobre como a política entra em nossas vidas de várias formas. Recentemente, escrevi aqui na coluna sobre as eleições de 2020, abordando a importância dos novos gestores municipais terem um olhar para o setor do turismo, se quisermos realmente pensar em alternativas de desenvolvimento econômico e social. Hoje levantei alguns destinos e localidades que, de alguma forma, transformaram a política em atratividade turística.

Quando falamos de política e políticos, alguns conseguem se destacar de tal forma que escrevem ou reescrevem a história local, regional, nacional ou até mesmo mundial. E história sempre instiga a conhecer de perto, e quando isso acontece e é percebido, essa história se transforma em algo que pode ser consumido turisticamente. A curiosidade pela história política, levou diversos locais a criarem uma experiência turística. 

Visitar cemitérios pode parecer uma coisa mórbida. Mas existem pessoas, que em vida tiveram tanta relevância, que suas sepulturas são visitadas não apenas pela própria família, mas por uma legião de pessoas, que por algum motivo se sentem mais próximas da história quando fazem esse tipo de visita.

Em Minas Gerais, podemos citar o túmulo de Tancredo Neves, na cidade de São João Del Rei. Atrás da Igreja de São Francisco de Assis, fica cemitério com o túmulo do político que pode ser visitado de forma guiada ou não. Já na nossa vizinha Argentina, em Buenos Aires, encontramos o famoso e altamente turístico cemitério da Recoleta, localizado em um dos bairros mais nobres da cidade. Nos mausoléus de mármore, numerosas abóbadas e estátuas realistas descansam grandes personalidades argentinas. Mas o túmulo mais visitado não é o mais vistoso, é o da personalidade política Eva Duarte de Perón, mais conhecida como Evita Perón.

Na arquitetura também temos grandes destinos que são visitados pelo contexto político que se enquadram. Não dá para falar de Brasília sem instantaneamente pensarmos em política e em Juscelino Kubitschek. A cidade que foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemayer, nasceu para ser a capital política do país e quem viaja para lá, a trabalho ou a passeio, não deixa de conferir o Congresso Nacional, Palácio do Planalto, Esplanada dos Ministérios e, pelo menos por fora, os palácios da Alvorada e Itamaraty. Afinal, esses são os grandes palcos das decisões e algumas vergonhas do nosso país, não é?!

E não é somente por aqui que acontece esse tipo de visita e curiosidade pelo dia a dia político. O país que tem tomado conta dos noticiários essa semana por causa das eleições presidenciais, também tem em seus centros de decisão, a parada obrigatória de turistas do mundo inteiro que querem saber onde o Presidente dos Estados Unidos ocupa o famoso Salão Oval. Washington DC é lembrada especialmente pelos seus pontos turísticos políticos, como a Casa Branca e o Capitólio, mesmo tendo uma infinidade de outras atrações fantásticas. 

Na arquitetura ainda temos vários locais, como o Westminster e uma das portas mais famosas do mundo, a “10 Downing Street”, residência oficial do Primeiro Ministro Britânico, em Londres. O Parlamento Grego, em Athenas, o Kremlin, na Rússia, e o Monte Rushmore, nos Estados Unidos que tem esculpidas as faces de quatro presidentes americanos, são mais dos inúmeros exemplos de que a política movimenta também o turismo. Isso sem contar a quantidade de monumentos e memoriais espalhados pelo mundo.

Portanto, nesse período de efervescência eleitoral, qual a história você quer ajudar a escrever para o seu município?! Independente se a sua cidade for, ou vir a ser um ponto político turístico, a história dos próximos quatro anos começará a ser escrita no próximo domingo, e cada um de nós somos parte fundamental nessa história. Pense nisso quando for fazer as suas escolhas políticas. E no mais, sigamos viajando e conhecendo o que mundo tem para nos contar.

Quer saber mais sobre turismo, além de apenas dicas de viagem? Me siga no Instagram @blogdaisabellaricci ou acesse blogdaisabellaricci.com.br

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade