Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Chile lança protocolos para reabertura do turismo pós-pandemia

As medidas são focadas em acomodações e restaurantes e fazem parte do Plano Nacional de Turismo


postado em 23/06/2020 11:30 / atualizado em 23/06/2020 11:36

(foto: Sernatur / Divulgação)
(foto: Sernatur / Divulgação)

O Ministério da Economia, Desenvolvimento e Turismo do Chile, juntamente com a Subsecretaria de Turismo e o Sernatur (Serviço Nacional de Turismo) anunciou os novos protocolos sanitários e práticas que restaurantes, hotéis e demais acomodações turísticas deverão adotar para a retomada das atividades pós-pandemia.
  
As medidas acontecerão em dois estágios e buscam preparar a indústria do turismo para enfrentar a reativação do setor, assim que tenha passado o pico de contágio no Chile.

No momento, as medidas já podem ser aplicadas em regiões e municípios do país onde o contágio é baixo e a circulação está liberada.

Segundo o ministro da Economia, Desenvolvimento e Turismo, Lucas Palacios, o objetivo do anúncio é que “as pequenas e médias empresas do setor comecem a implementar essas medidas e a se preparar para os meses de reativação do turismo, que virão quando a crise da saúde estiver controlada”.

Mónica Zalaquett, subsecretária de Turismo, explicou que recuperar a confiança dos turistas será essencial para o setor conseguir renascer. “A segurança e saúde dos viajantes se tornará um elemento muito importante na competitividade dos destinos; portanto, a implementação desses protocolos e guias de recomendação, que foram trabalhados em conjunto com a indústria, é vital para enfrentar a etapa de reativação. que esperamos implementar assim que a autoridade de saúde autorizar.”

As especiações técnicas dos protocolos foram elaboradas pelo Ministério da Economia, com participação da indústria nacional do turismo, e validada pelo Ministério da Saúde do Chile. O documento conta com recomendações gerais de como limpar e higienizar os espaços de trabalho e ambientes turísticos.

Além disso, instrui os empreendimentos de turismo sobre as novas formas de interagir com o hóspede ou cliente: com distanciamento físico, medição de temperatura e disponibilização de álcool para limpeza das mãos. As recomendações também dizem como os estabelecimentos devem agir caso um cliente teste positivo para o coronavírus.

Em um segundo estágio, as autoridades de turismo destacaram que serão disponibilizadas recomendações para segmentos mais específicos do setor, como centros de esqui, eventos corporativos, agências de viagem e operadoras de turismo, guias de turismo, turismo de aventura, turismo rural, vinícolas, e áreas de proteção ambiental abertas para o turismo.

Todas as recomendações dos protocolos estão disponíveis no link: http://www.subturismo.gob.cl/covid-19/.

 

* Estagiário sob a supervisão da editora Teresa Caram 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade