Publicidade

Estado de Minas

Personagens de La Casa de Papel escolhem paraísos nos trópicos como refúgio

Ilhas do Caribe e do Sudeste Asiático servem de exílio para os fugitivos da série espanhola. Destinos até então desconhecidos de muitos brasileiros são uma boa dica para a próxima viagem de férias


postado em 30/07/2019 16:52 / atualizado em 31/07/2019 08:01

San Blas, Panamá

(foto: Angel Silva/Unsplash)
(foto: Angel Silva/Unsplash)


Sabe aquela frase: quem você levaria para uma ilha deserta? Bem, o casal Tóquio e Rio escolheu justamente uma ilha caribenha, com águas esverdeadas, para viver a paixão. As primeiras cenas da terceira temporada da La casa de papel mostra o paraíso chamado Isla Pelicano – uma ilhota praticamente deserta, com uma pequena faixa de areia. O lugar é uma das mais belas de San Blas, um verdadeiro refúgio de areias brancas, uma água incrivelmente cristalina e coqueiros. Em Pelicano, não há opção de hospedagem e os barcos levam e trazem os turistas até a ilha. Reserve, ao menos, duas horas para visitar e se deslumbrar com o cenário impressionante. Espalhadas ao longo da costa do Panamá, as pequenas ilhas do arquipélago de Guna Yala, mais conhecido como San Blas, são destinos bastante procurados pelos amantes do ecoturismo. A locação não poderia ser mais apropriada para a personagem interpretada pela atriz Úrsula Corberó. De temperamento explosivo e passional, Tóquio conquistou fãs por mostrar a força feminina na série. Assim é Guna Yala, conhecida como o arquipélago onde as mulheres ditam as regras.
 

 
Java, Indonésia

(foto: Dominic Krainer/Unsplash)
(foto: Dominic Krainer/Unsplash)
 



Depois da fuga de Madri, o casal Denver (Jaime Lorente) e Mônica (Esther Acebo) e o filhinho Cincinnati decide viver em Java – a maior e mais populosa ilha da Indonésia. O país no Sudeste asiático, considerado o maior arquipélago do mundo, está localizado na encruzilhada de dois oceanos – o Pacífico e o Índico – e dois continentes (Ásia e Austrália), o que faz do país um mosaico diverso de culturas, nas quais saltam aos olhos a hospitalidade genuína e a forte presença da religião, seja por meio dos diversos templos hinduístas de Bali, seja pelas danças e músicas gamelan de Java ou pela beleza de monumentos budistas, como Borubudur, em Yogyakarta. As comidas típicas também exibem especiarias, que atraíram ocidentais. O prato nacional é o nasi goreng, que significa “arroz frito”, e pode ser encontrado em todos os lugares. Outro destino no país bastante procurado pelos turistas, principalmente brasileiros, é a Ilha de Bali. Com uma cultura singular, templos, florestas densas, rios e paisagens, ela encanta e atrai os turistas. Conhecida como a Ilha do Mil Templos, o local exibe a força do hinduísmo nos detalhes diários da gentil população, que mantém oferendas nas portas das casas. Para entrar nos templos é obrigatório o uso de um sarongue sobre a roupa, o que lhe coloca no astral do lugar. A bela e exótica Ilha de Bali está no imaginário de milhões de pessoas, alimentado por fotos, documentários e cenas de filmes.
 

 
Palawan, Filipinas

(foto: Alaan Harris/Unsplash)
(foto: Alaan Harris/Unsplash)
 

 

No final da segunda temporada, vimos o encontro o Professor (Álvaro Morte) com a inspetora Raquel Murillo (Itziar Ituño) em um local paradisíaco. Descobrimos nessa edição de La Casa de Papel, que se tratava de Palawan, na Filipinas. Localizada na região Oeste do país asiático, a ilha é conhecida por ser um refúgio praticamente inexplorado. Com paisagem típica das regiões costeiras do Sudeste da Ásia, os turistas se deparam com muitas florestas tropicais e praias de tirar o fôlego. Neste paraíso, encontra-se um rio subterrâneo que é considerado uma das sete maravilhas naturais do mundo. Chamado de Parque Nacional do Rio Subterrâneo, na capital Puerto Princesa, o rio corre por 8 quilômetros dentro de uma caverna e todo o percurso é navegável. No entanto, a maioria das atrações de Palawan fica em El Nido, ao Norte da ilha. Lá, o visitante depara-se com uma série de lagunas de águas cristalinas, além das praias de um azul-turquesa impressionante. Essas lagunas, perfeitas para quem quer relaxar, ficam localizadas entre rochedos e cavernas escondidas.
 

 
Apologia à beleza

 
La Pampa, Argentina



Nairóbi (Alba Flores) e Helsinque (Darco Peric) escolhem como exílio a província de La Pampa, na Argentina. Na trama, os novos milionários esbanjam felicidade enquanto se divertem em festa típica no país hermano. Reconhecida como uma das mais prósperas regiões da América Latina, La Pampa tornou-se referência no agronegócio argentino. Apesar de não ser tão conhecida como destino turístico, essa província exibe um grande número de atrações aos visitantes. A capital, Santa Rosa, é uma das cidades mais modernas na Argentina. Por conta da imigração dos espanhóis, italianos e franceses, a região vive e respira a diversidade cultural e gastronômica. Para os amantes da natureza, vale uma visita ao Parque Nacional Lihuel Calel. Lá, o turista poderá avistar a flora e a fauna na região montanhosa e, ao percorrer sítios arqueológicos, fazer uma viagem ao passado diante das pinturas rupestres.

 
Florença, Itália

(foto: Carlos Altman/EM)
(foto: Carlos Altman/EM)
 


Quando a Netflix divulgou o trailer da nova temporada de La Casa de Papel, uma cena parou a internet. Nela, os fãs da série viam o encontro dos personagens Berlim (Pedro Alonso) e o Professor em frente da Catedral de Santa Maria del Fiore, o Duomo de Florença, na Itália. Mas como assim? O charmoso ladrão de joias então não morreu no final da segunda temporada? Na verdade, a cena se passa há 5 anos. Quando os irmãos se encontraram na cidade das artes italiana e Berlim planejava o assalto que viria a se concretizar nessa temporada. Mas, o que mais chama a atenção são as locações escolhidas. Do alto da praça de Michelangelo se avista toda a cidade de Florença. Ao centro, três construções que podem ser consideradas como símbolos da cidade – o Duomo, o Campanário e o Batistério –, criações do genial arquiteto Brunelleschi. A igreja revestida com mármore verde, rosa e branco levou quase dois séculos para ser construída. Ela é a principal e mais famosa construção da cidade, além de ser a quarta maior catedral do mundo em tamanho. Em seu interior estão obras-primas de grandes gênios da arte renascentista, como Zuccari, Donatello, Uccello e Ghiberti.

 
Tailândia

(foto: Mathew Schwartz/Unsplash)
(foto: Mathew Schwartz/Unsplash)
 

Depois de fugir da América Central, enfrentar viagens clandestinas em cargueiros para atravessar meio mundo, a personagem Tóquio chega à Tailândia. O primeiro reencontro dela com o Professor é feito dentro de um templo budista. Cheia de contrastes e com diversas opções de turismo, a Tailândia, há tempos, é o país mais popular do Sudeste asiático. Em 2017, Bangcoc ficou em primeiro lugar no ranking das cidades mais procuradas por turistas, segundo o Global Destinations Cities Index. No total, 20,2 milhões de estrangeiros desembarcaram na cidade de 6 milhões de habitantes. Outro destino de destaque no país é a pequena Ayutthaya, a apenas 80 quilômetros da capital, que preserva templos e ruínas que a tornaram patrimônio da humanidade pela Unesco. O mais conhecido é o Wat Mahathat, um dos cartões-postais da cidade sagrada.
 

Seguro-Viagem

 
O seguro-viagem é um serviço que oferece apoio para imprevistos, acidentes e eventualidades que podem acontecer antes, durante ou depois de uma viagem. Ao contratá-lo, o viajante estará protegido caso precise de atendimento médico, jurídico, assistência com bagagens ou voos, entre outras coberturas. Uma das vantagens de contratar com o Seguros Promo é a possibilidade de comparar planos de seguros diferentes. Dessa forma, você garante o melhor valor e a melhor cobertura para sua viagem. A empresa faz parte do grupo Belvitur, com mais de 53 anos de atuação no setor de viagens de lazer e viagens empresariais.  


 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade