Publicidade

Estado de Minas

Quer saber onde fica o paraíso escolhido por Tóquio e Rio, da série La Casa de Papel? Vamos te contar

O que Palawan, nas Filipinas, Java, na Indonésia, San Blas, no Panamá, e La Pampa, na Argentina, têm em comum? São refúgios dos personagens da série após o milionário assalto à Casa da Moeda da Espanha


postado em 30/07/2019 04:15 / atualizado em 31/07/2019 07:59

 

Casal Rio e Tóquio escolhe como exílio uma ilha deserta no Caribe(foto: Netflix/Divulgação)
Casal Rio e Tóquio escolhe como exílio uma ilha deserta no Caribe (foto: Netflix/Divulgação)

Adoráveis e subversivos

Em trama explosiva, terceira temporada da série La Casa de Papel estreia compartilhando lugares paradisíacos no mundo
 
Seguindo a fórmula eletrizante das temporadas anteriores, a terceira parte de La Casa de Papel trouxe um novo assalto e também novos personagens(foto: Netflix/Divulgação)
Seguindo a fórmula eletrizante das temporadas anteriores, a terceira parte de La Casa de Papel trouxe um novo assalto e também novos personagens (foto: Netflix/Divulgação)

Os assaltantes mais amados da Netflix estão de volta. E resistência é a palavra de ordem que move os personagens da terceira temporada de La Casa de Papel, que teve estreia mundial no último dia 19. Quem imaginava que a série televisiva espanhola teria chegado ao fim, com o desfecho do assalto à Casa da Moeda, se enganou. Tóquio (Úrsula Corberó) e Rio (Miguel Herrán) escolhem uma ilha no Caribe, teoricamente, para viver o amor intenso. Por conta da paixão explosiva desses dois é que surge o roteiro da trama mais que esperada pelos fãs da série. E para onde foram os outros personagens? Quais foram os destinos escolhidos pelos casais Professor Sérgio e Raquel, Nairóbi e Helsinque e Denver e Mônica (Estocolmo)?
 
 
Quer seguir em frente? Aperte os cintos, pois, contém spoilers daqui pra frente. Já no primeiro episódio desta temporada, o público toma conhecimento do destinos dos assaltantes após o roubo milionário das temporadas anteriores. Espalhados pelo globo, os adoráveis ‘bandidos’ exilaram-se em refúgios paradisíacos escondidos no mapa, como Palawan, na Filipinas, Java, na Indonédia, San Blas, no Panamá, e Las Pampas, na Argentina. A série também visita monumentos de Florença e um mosteiro na Toscana, na Itália, além de um reencontro emocionante em um templo budista, na Tailândia. Para finalizar o roteiro, mostraremos as belezas das cidades que dão nome a cada um dos vilões mais cultuados nas multitelas na rede global de entretenimento
 

Isla Pelicano, em San Blas, Panamá(foto: Benjamin Gremler/Unsplash)
Isla Pelicano, em San Blas, Panamá (foto: Benjamin Gremler/Unsplash)

Palawan, na Filipinas(foto: Eibner Saliba/Unsplash)
Palawan, na Filipinas (foto: Eibner Saliba/Unsplash)

Templo Budista, em Java, na Indonésia(foto: Sander Wehkamp/Unsplash)
Templo Budista, em Java, na Indonésia (foto: Sander Wehkamp/Unsplash)


Com uma trama mais eletrizante, uma pegada política e carregada de emoção, o Professor – a mente no comando do grupo– volta a reunir o grupo de assaltantes para uma missão (quase) impossível: resgatar um integrante do grupo que se encontra preso. Para isso, é proposto um novo assalto revolucionário em Madri: agora, a reserva de ouro do Banco de Espanha, o banco central do país. 
La Pampa, na Argentina(foto: Ramires Leon/Unsplash)
La Pampa, na Argentina (foto: Ramires Leon/Unsplash)
   
 

 

 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade