UAI
Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2022

Pros reforça independência nacional e em Minas durante convenção

Partido tem Pablo Marçal (Pros) como candidato à Presidência da República e deixa filiados livres para votação tanto em Minas quanto nacionalmente


31/07/2022 10:22 - atualizado 31/07/2022 10:38

Welinton Prado presidiu a convenção eleitoral do Pros; à frente da mesa uma faixa rosa com os dizeres : O Pros apoia a luta contra o câncer
Welinton Prado presidiu a convenção eleitoral do Pros de Minas Gerais, em BH (foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press)
Durante convenção eleitoral na manhã deste domingo (31/07), em Belo Horizonte, o Pros reforçou a independência partidária nas eleições de outubro de 2022. O direcionamento vale tanto para o cenário em Minas Gerais, quanto no  nacional, mesmo com a legenda tendo Pablo Marçal (Pros) como candidato à Presidência.

"O Pros teria liberdade, inclusive para Presidência da República. O Pros, naquele momento, não tinha candidato e deixaria livre para que cada candidato se posicionasse como melhor fosse suas convicções. Tanto para presidente quanto para governador e senador. Foi dessa maneira que foi construída a chapa do Pros", afirmou o deputado federal Welinton Prado (Pros-MG), durante discurso na convenção, realizada na Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

"Depois de todo esse processo já construído aqui em Minas Gerais, o Pablo foi realmente muito coerente, compreendeu inclusive toda essa construção. Eu pessoalmente queria deixar aqui claro meu posicionamento, o meu candidato à Presidência da República é o Pablo Marçal, candidato do partido, só que no partido não vai ter nenhum tipo de imposição aqui. O que manda é a liberdade", completou o parlamentar. 

No evento do Pros, foram lançados os candidatos a deputados estaduais e deputados federais por Minas. Atualmente, além de Welinton, a legenda conta com um outro parlamentar mineiro: Elismar Prado (Pros), deputado estadual.

Disputas


Jair Bolsonaro (PL), Lula (PT), Ciro Gomes (PDT), André Janones (Avante), Simone Tebet (MDB), Felipe d'Ávila (Novo), Pablo Marçal (Pros), Vera Lúcia (PSTU), José Maria Eymael (DC), Sofia Manzano (PCB) e Leonardo Péricles (UP) são candidatos à Presidência da República.

Em Minas, Romeu Zema (Novo), Alexandre Kalil (PSD), Carlos Viana (PL), Marcus Pestana (PSDB), Renata Regina (PCB), Lorene Figueiredo (Psol), Vanessa Portugal (PSTU), Indira Xavier (UP) e Cabo Tristão (PMB) se colocam na disputa pelo governo.

Alexandre Silveira (PSD), Marcelo Aro (PP), Marcelo Álvaro Antônio (PL), Cleitinho (PSC), Bruno Miranda (PDT) e Sara Azevedo (Psol) são alguns nomes que se colocam na disputa ao Senado por Minas.

As eleições acontecem em 2 de outubro. Caso necessário, o segundo turno ocorrerá no dia 30 do mesmo mês.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade