UAI
Publicidade

Estado de Minas 'PLANTA CORRUPÇÃO'

Dallagnol defende Moro e ataca Lula: 'Tem mãos sujas com dinheiro desviado'

Ex-procurador saiu em defesa do ex-juiz Sergio Moro, que foi chamado de 'canalha' pelo ex-presidente


19/01/2022 16:25 - atualizado 19/01/2022 17:07

Deltan Dallagnol fala em microfone
Deltan Dallagnol (foto: ZECA RIBEIRO/AGÊNCIA BRASIL)
O ex-procurador Deltan Dallagnol (Podemos), que participou da força tarefa da Operação Lava-Jato, saiu em defesa de Sergio Moro (Podemos) após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) dizer que o ex-juiz era um “canalha”.

Na declaração, Lula além de xingar o ex-ministro do governo Bolsonaro, também afirmou que a Lava-Jato era uma “quadrilha”.
 

“Lula e seus companheiros corruptos do PT sequestraram a Petrobras e agora querem sequestrar a narrativa e reescrever a história. Não conseguirão”, disse Dallagnol. 

De acordo com ex-procurador, os brasileiros sabem “quem são os responsáveis pelo maior escândalo de corrupção da história do Brasil” e quem tem as “mãos sujas com dinheiro desviado”.
 
 
 
"A única coisa que Lula conseguiu provar foi que, no Brasil, quem planta corrupção colhe impunidade, e essa é uma injustiça contra a qual vamos lutar", escreveu. 
 
O ex-chefe da Lava-Jato disse, ainda, que a única coisa que Lula conseguiu provar foi que “no Brasil, quem planta corrupção colhe impunidade” e que vai lutar contra essa “injustiça”.

Mais cedo, durante coletiva de imprensa, Lula voltou a disparar contra Sergio Moro ao falar dos processos da Lava-Jato contra ele.

“Eu tive sorte do povo brasileiro que me ajudou a provar a farsa que foi montada contra mim em vida. Consegui desmontar o canalha que foi o Moro no julgamento dos meus processos. O Dallagnol, a mentira, as fake news, o PowerPoint da quadrilha. Tudo isso eu consegui provar que quadrilha eram eles”, disse Lula. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade