UAI
Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Diretor da OMS rebate Bolsonaro: Nenhum vírus que mate pessoas é bem-vindo

Mike Ryan respondeu a uma pergunta sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL), que declarou nesta quarta-feira (12/1) que a variante ômicron é uma "coisa boa"


12/01/2022 19:19 - atualizado 13/01/2022 09:09

Bolsonaro no Palácio
Bolsonaro diz que ômicron pode siginificar fim de pandemia (foto: Evaristo Sá/AFP)

"Existem muitas, muitas pessoas no mundo inteiro, agora mesmo, no hospital, na UTI e em respiradores", disse o diretor do programa de Emergências da Organização Mundial da saúde (OMS), Mike Ryan, nesta quarta-feira (12/1).
 

"A ômicron, que já se espalhou pelo mundo todo, como as próprias pessoas que entendem de verdade dizem, tem uma capacidade de difundir muito grande, mas é de letalidade muito pequena. Dizem até que seria um vírus vacinal. Deveriam até... Segundo algumas pessoas estudiosas e sérias, e não vinculadas à farmacêuticas, a ômicron é bem-vinda e pode, sim, sinalizar o fim da pandemia", apontou o presidente, sem mencionar quem seriam as fontes.

Mike Ryan voltou a afirmar sobre os perigos da variante: "Não estou ciente de tais afirmações, mas acho que o diretor-geral [Tedros Adhanom] foi claro em seu discurso: embora a Ômicron possa ser menos grave como vírus individual, infecção em um indivíduo, isso não significa que seja doença branda”, apontou.

O diretor ainda destacou a importância do combate ao coronavírus e pontuou que agora"não é hora de desistir". "Não é a hora de declarar que este é um vírus bem-vindo. Nenhum vírus que mate pessoas é bem-vindo”.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade