UAI
Publicidade

Estado de Minas IMUNIZAÇÃO

Bolsonaro afirma que vacinação de crianças de 5 a 11 anos é 'incógnita'

Presidente voltou atacar a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), dando a entender que órgão estaria fazendo testes em crianças


12/01/2022 14:56 - atualizado 12/01/2022 15:52

Bolsonaro gesticula com as mãos
Presidente Jair Bolsonaro (PL) (foto: Alan Santos/PR )
O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a questionar, nesta quarta-feira (12/1), a eficácia da vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a COVID-19. 
 
Durante entrevista à Gazeta Brasil, Bolsonaro atacou os membros da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e disse que a administração do imunizante em crianças é uma “incógnita”, dando a entender que o órgão estaria fazendo testes em crianças.
 
 
“A Anvisa não disse qual o antídoto para possíveis efeitos colaterais”, declarou.“É uma incógnita muito grande ainda isso tudo que está acontecendo no Brasil", disse.
 
Essa não é a primeira vez que Bolsonaro questiona as ações da Anvisa. Na semana passada, o presidente chegou a questionar o que estaria por trás do interesse da agência de aprovar a vacina contra COVID para crianças.

“O que está por trás disso? Qual o interesse da Anvisa por trás disso aí? Qual o interesse daquelas pessoas taradas por vacina? É pela sua vida, pela sua saúde?”, afirmou, na ocasião. 

A venda, distribuição e disponibilização da vacina da Pfizer contra a COVID-19 para crianças de 5 a 11 anos foram autorizadas pela Anvisa no mês passado. 

Mesmo com a autorização do órgão, o Ministério da Saúde resolveu fazer uma consulta pública sobre o assunto. Depois, foi autorizado no dia 5 de janeiro a vacinação desta faixa etária.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade