Publicidade

Estado de Minas INQUÉRITO DAS FAKE NEWS

Ministro da Justiça terá de depor na PF sobre supostas fraudes nas eleições

Anderson Torres estava presente na live em que Bolsonaro atacou as urnas eletrônicas e ministros do STF


04/08/2021 18:44 - atualizado 04/08/2021 19:28

Ministro da Justiça, Anderson Torres, e o presidente Jair Bolsonaro agora serão investigados no inquérito das fake news(foto: Redes Sociais/Reprodução)
Ministro da Justiça, Anderson Torres, e o presidente Jair Bolsonaro agora serão investigados no inquérito das fake news (foto: Redes Sociais/Reprodução)
Depois de participar da live em que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atacou as urnas eletrônicas e os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, terá de prestar depoimento à Polícia Federal (PF) em até 10 dias
 

Na tarde desta quarta-feira (4/8), o ministro Alexandre de Moraes, do STF, aceitou o pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e incluiu Bolsonaro e Torres no inquérito das fake news. 

Com isso, ambos serão investigado por crimes cometidos pela disseminação de informações falsas e ataques contra as instituições. O presidente vem afirmando sistematicamente que as eleições são fraudadas no sistema eletrônico. 

A partir da decisão de Moraes, a Polícia Federal poderá fazer perícias, quebrar sigilos e tomar depoimentos dos envolvidos. A investigação criminal pode, em última instância, tornar Bolsonaro inelegível.


Além de Torres, o coronel reformado do Exército Alexandre Hashimoto e o professor da Faculdade de Tecnologia de Sa%u0303o Paulo e engenheiro especialista em segurança de dados Amilcar Filho, que também estavam na live de Bolsonaro, devem ser ouvidos pela PF.

De acordo com a ordem do ministro, depoimentos serão colhidos em até 10 dias.

Nos últimos meses, o presidente vem falando a apoiadores que ganhou as eleições em primeiro turno. De acordo com ele, o pleito de 2018 foi fraudado para que Fernando Haddad (PT) tivesse a oportunidade de enfrentá-lo em segundo turno.

Em 2018, Bolsonaro foi eleito o 38º presidente da República com 57.797.847 votos (55,13% dos votos válidos).   


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade