Publicidade

Estado de Minas 'FORA BOLSONARO'

BH terá carreata pelo impeachment de Bolsonaro neste sábado

A manifestação é organizada por movimentos de formação política e conta com apoio de partidos, sindicatos e coletivos sociais.


22/01/2021 16:27 - atualizado 23/01/2021 08:53

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em discurso na 12ª Cúpula do Brics (17/11/20). Movimentos de formação política, partidos, sindicatos e coletivos sociais organizam uma carreata pró-impeachment neste sábado (23)(foto: Marcos Corrêa/PR)
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em discurso na 12ª Cúpula do Brics (17/11/20). Movimentos de formação política, partidos, sindicatos e coletivos sociais organizam uma carreata pró-impeachment neste sábado (23) (foto: Marcos Corrêa/PR)
Movimentos sociais e lideranças cívicas planejam uma carreata em apoio ao impeachment do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) para este sábado (23/01), em Belo Horizonte e em cidades no interior de Minas, além de outras pelo país. A manifestação tem a intenção de pressionar o Congresso Nacional a dar andamento aos pedidos de processo de destituição do chefe do Executivo federal.

Hoje, 61 processos pedidos de afastamento dormem na gaveta do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, responsável por acolher ou arquivar as petições.

 

A vacinação em massa da população brasileira também está no rol de reivindicações da reunião, que será realizada em carreata devido à necessidade de manter distanciamento social neste momento de pandemia de COVID-19.

 

 

 

A carreata em Belo Horizonte foi idealizada pelo Movimento Acredito, órgão de ação suprapartidário pela renovação política, e tomou corpo de forma espontânea nas redes sociais, contando com o apoio e o endosso de dezenas de entidades, entre diversos partidos políticos, sindicatos e coletivos sociais. “Impeachment Já, Pela Vida”, foi a denominação escolhida para manifestação.

 

A manifestação terá concentração no Mineirão às 16h, seguirá para a Savassi e terminará na Praça da Estação, no centro da capital. Além de Belo Horizonte, já estão previstas carreatas para o mesmo dia em Conselheiro Lafaiete, Poços de Caldas, Sete Lagoas e Nova Lima em Minas Gerais. No Brasil, em São Paulo, Rio de Janeiro, João Pessoa, Curitiba e Porto Alegre.

 

Um dos responsáveis pela manifestação na capital é o produtor cultural Pedro Alexandrino, que é integrante do Coletivo Alvorada. Ele informa que a Polícia Militar foi comunicada sobre o evento e revela que a organização espera cerca de mil carros. Alexandrino cita com entusiasmo as pesquisas que mostram um aumento na rejeição do presidente da República entre os brasileiros e enxerga nas manifestações recentes, como o “panelaço” na sexta-feira (15), o “barulhaço” de domingo (17) e a carreata programada para este sábado (23), como a construção de um grande movimento.

 

“Nós puxamos uma barulhaço no domingo passado, que era só das janelas, e decidimos fazer essa carreata junto ao Movimento Acredito e tantos outros que vieram ampliar a dimensão desse protesto. A construção está sendo muito interessante e com uma adesão muito importante”, ressalta.

Aprovação em queda

 

 

Pesquisa divulgada nesta sexta-feira (22/01) pelo Instituto de Pesquisa Ideia, e publicado pela revista Exame, registra queda na aprovação da gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que caiu de 37% para 26%.  Outro levantamento, dessa vez realizado pelo Instituto Paraná entre os dias 15 e 18 de janeiro, mostra que 35,1% da população enxerga o presidente Jair Bolsonaro como o maior responsável pelo atraso da vacinação no Brasil.

 

As carreatas idealizadas pelo Movimento Acredito vêm na esteira de ações de outras entidades. O Livres ingressou na Justiça Federal com uma ação para Bolsonaro apresente as provas que diz ter de fraude na eleição de 2018. No ano passado, em Miami, ele afirmou que teria vencido no primeiro turno, não fosse por fraudes, e que podia provar. E o Movimento Brasil Livre (MBL), o Vem Pra Rua e o ex-candidato a presidente João Amoêdo (Novo) lançaram um abaixo assinado também pedindo o impeachment do atual ocupante do Planalto.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade