Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2020

Candidatos do MDB em BH reclamam de falta de recursos partidários para campanha

Valores estão sendo repassados a candidatos de outras cidades mineiras por meio do diretório estadual


26/10/2020 13:14 - atualizado 26/10/2020 13:42

Convenção do MDB em BH, em setembro, que teve participação de Newton Cardoso Jr.(foto: Reprodução/Facebook Reinaldo Gomes 'Preto Sacolão')
Convenção do MDB em BH, em setembro, que teve participação de Newton Cardoso Jr. (foto: Reprodução/Facebook Reinaldo Gomes 'Preto Sacolão')
Um dos partidos mais tradicionais da política brasileira, o MDB vive situação delicada em Belo Horizonte nas eleições municipais deste ano. Isso porque os 48 candidatos a vereador na cidade reclamam que ainda não receberam a verba partidária para realização da campanha eleitoral. Enquanto isso, concorrentes de outras cidades de Minas Gerais já contam com o recurso.

O principal alvo de críticas pelo atraso no repasse de recursos é o deputado federal Newton Cardoso Jr. (MDB). Ele é presidente do diretório estadual da legenda e o responsável pelo manejo da quantia, de R$ 6.164.779,02 para candidatos de Minas Gerais. 

Em Pitangui, no Centro-Oeste do estado e uma das bases eleitorais de Newton Cardoso Jr., a candidata a prefeita Maria Lúcia Cardoso (MDB), mãe do deputado federal, recebeu R$ 120 mil para campanha do diretório. Outro exemplo é a candidata uma vereadora de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, Lívia Flávia que recebeu R$ 60 mil, também da legenda.

Já em Contagem, cidade da Região Metropolitana de BH e outra base eleitoral de Newton Cardoso Jr., os 32 candidatos a vereador da legenda receberam R$ 8 mil. Concorrentes coligados ao MDB também receberam alguma quantia em outras cidades, como em Ibiaí, no Norte de Minas, onde o candidato a prefeito João da Sucam (PP) recebeu R$ 40 mil da legenda.

Um dos candidatos a vereador de Belo Horizonte nestas eleições pelo MDB é Reinaldo Gomes Preto Sacolão (MDB), que é parlamentar da capital mineira e presidente do diretório municipal da legenda. Ele também está sem os recursos partidários e já investiu R$ 24.572,60 na própria campanha. Em BH, o MDB decidiu apoiar a reeleição do prefeito Alexandre Kalil (PSD), mas sem injetar recursos financeiros.

Além disso, Reinaldo Gomes, que já tem três mandatos em BH (2009 a 2012; 2015 a 2016; e 2017 a 2020) é diariamente cobrado pelos correligionários sobre a quantia que deveria ser repassado pelo partido. Ele tenta, sem sucesso, contato com Newton Cardoso Jr., que tem participado de eventos presenciais nas cidades mineiras apoiadas pelo partido.

O Estado de Minas também tentou contato com Newton Cardoso Jr., que não respondeu mensagens e nem atendeu chamadas até a publicação desta reportagem. O espaço para manifestação está aberto. As eleições municipais deste ano ocorrerão em 15 de novembro (primeiro turno) e no dia 29 do mesmo mês, caso necessário segundo turno.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade