Publicidade

Estado de Minas DIÁLOGO

Zema projeta encontro com Bolsonaro e Maia e fala sobre 13º dos servidores

Governador de Minas anunciou sobre viagem a Brasília durante agenda de campanha do candidato a prefeito de Belo Horizonte, Rodrigo Paiva (Novo) que comemora aniversário neste domingo (25) no Mercado Novo, no Centro de Belo Horizonte


25/10/2020 14:32 - atualizado 25/10/2020 17:08

Romeu Zema e Rodrigo Paiva visitam Mercado Novo, no Centro de BH(foto: Assessoria de Comunicação/Rodrigo Paiva)
Romeu Zema e Rodrigo Paiva visitam Mercado Novo, no Centro de BH (foto: Assessoria de Comunicação/Rodrigo Paiva)
O governador de Minas, Romeu Zema (Novo), falou, neste domingo (25) durante agenda de campanha do candidato a prefeito de Belo Horizonte, Rodrigo Paiva, colega de partido, sobre o pagamento do 13º salários dos servidores públicos.

Questionado sobre o pagamento dos servidores, Zema disse que espera que “seja feito o quanto antes” e que o mais provável é que novos parcelamentos sejam feitos.

O governador deve viajar a Brasília nesta segunda-feira (26). Dentre uma série de compromissos, segundo ele, a agenda deve contar com encontro com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM). “É sempre bom estar dialogando”, disse o governador 

“Costumo dizer que Minas Gerais tem a menor taxa de mortalidade da COVID-19 porque trabalhamos em conjunto. Gestão não é fazer o que acho certo. Gestão é sentar todos numa mesa e discutir quais são os melhores caminhos. É isso que vamos fazer amanhã”, completou.

Rodrigo Paiva

O governador manifestou apoio a Rodrigo Paiva. “Sempre estamos juntos. Além dele ser do Novo, a família dele tem a mesma origem que a minha, em Araxá (Triângulo Mineiro). Estou aqui para prestigiar e para deixar claro que nós precisamos de mudança na política”, disse Zema.

Neste domingo (25), o candidato cumpre agenda no Mercado Novo, no Centro de BH, onde aproveita para comemorar seu aniversário.

“Estamos aqui para mostrar que a economia criativa, a gastronomia, o design e a tecnologia, tudo pode ser utilizado para gerar emprego e renda”, disse Paiva, reafirmando seus projetos em defesa da meritocracia e o “fim das mordomias”. 

“Temos conversado com diversos comerciantes. Nosso objetivo é reduzir impostos. Vamos enxugar a máquina administrativa da prefeitura. Hoje são 14 secretarias, vamos ter no máximo 10”, afirmou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade