Publicidade

Estado de Minas PROTESTOS

Bolsonaro condena antifascismo após ir a protesto contra STF

Presidente replicou mensagem em que Donald Trump associa antifascismo ao terrorismo


postado em 31/05/2020 14:54 / atualizado em 31/05/2020 15:05

Sem máscara, Bolsonaro participou de manifestação neste domingo(foto: AFP / EVARISTO SA)
Sem máscara, Bolsonaro participou de manifestação neste domingo (foto: AFP / EVARISTO SA)
Momentos depois de participar de manifestação em que faixas pró-golpe militar e favoráveis a uma 'intervenção' no Supremo Tribunal Federal (STF) foram expostas, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) utilizou o Twitter para atacar protestos antifascistas realizados em algumas cidades brasileiras neste domingo. Para isso, compartilhou uma mensagem publicada pelo presidente dos EUA, Donald Trump.

"Os Estados Unidos da América vão classificar ANTIFA (termo para designar grupos antifascistas) como organizações terroristas", postou o estadunidense.



Nos EUA, uma onda de protestos antirracistas tomou conta das ruas do país após George Floyd, um homem negro, ser morto por um policial branco em Mineápolis.

No Brasil, uma série de manifestações pró-democracia e antifascistas foram realizadas em capitais brasileiras neste domingo. A principal delas foi em São Paulo, onde integrantes de torcidas organizadas de Palmeiras, Corinthians, Santos e São Paulo se juntaram na Avenida Paulista em ato contra Jair Bolsonaro. Em Belo Horizonte, grupos a favor e contra o presidente também se manifestaram.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade