Publicidade

Estado de Minas

Candidatos à PBH apelam a padrinhos nas últimas semanas de campanha

A líder da Rede, Marina Silva vem à capital participar de encontro com mulheres na chapa de Kalil. Já o presidente Temer não participará da campanha, mas prometeu apoio a Pacheco


postado em 14/09/2016 15:13 / atualizado em 14/09/2016 18:16

Marina Silva vem a Belo Horizonte neste sábado(foto: Elza Fiuza / Agência Brasil)
Marina Silva vem a Belo Horizonte neste sábado (foto: Elza Fiuza / Agência Brasil)

Na reta final da campanha eleitoral, alguns dos candidatos à Prefeitura de BH vão apelar para os padrinhos políticos, até então, ausentes do processo. Segundo o candidato a vice-prefeito Paulo Lamac (Rede), a líder do seu partido, ex-senadora Marina Silva, virá à capital mineira neste sábado para participar de atos de campanha do ex-presidente do Atlético, Alexandre Kalil.

A programação ainda não foi divulgada, mas estaria previsto um encontro com mulheres. Marina Silva é conhecida pelo discurso da nova política.

Paulo Lamac chegou a ser o pré-candidato da Rede à Prefeitura mas, às vésperas do registro, abriu mão para apoiar Kalil. Até então, Lamac dizia que a candidatura própria em BH era prioritária.

Outro que foi atrás de padrinho foi o deputado federal Rodrigo Pacheco. O peemedebista aproveitou a presença em Brasília nesta terça-feira para se encontrar com o presidente Michel Temer. “É nítida a preferência do presidente Michel Temer por mim, sou do partido dele e tenho um alinhamento político com ele”, afirmou Pacheco.

O candidato disse acreditar que, se eleito, Temer ofertará recursos para as obras necessárias para BH. Como pleitos o peemedebista já levou pedidos de verba para o metrô, anel rodoviário, unidades de educação e recursos pra o funcionamento total do hospital do Barreiro.

Mesmo com a visita, Temer não virá fazer campanha para o candidato. “Não quero impor a ele esse ônus, e nenhum candidato a prefeito do PMDB está impondo isso a ele. O que nós precisamos dele é depois da eleição”, afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade