Publicidade

Estado de Minas VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Mulher denuncia agressões de DJ Ivis e divulga vídeo com socos e chutes

Vítima de violência doméstica divulga imagens dos momentos em que leva tapas, socos e chutes, inclusive próximo a bebê. DJ afirma que era agredido


11/07/2021 22:13 - atualizado 11/07/2021 23:11

(foto: Redes sociais/ reprodução)
(foto: Redes sociais/ reprodução)
A ex-companheira de Iverson de Souza Araújo, conhecido como DJ Ivis, compartilhou, neste domingo (11/07), uma série de vídeos que mostram ele agredindo a mulher na frente da filha de 9 meses.

As agressões contra Pamela Gomes de Holanda ocorreram em março deste ano, em dias diferentes. No vídeo, ainda aparece um segundo homem que presenciou as agressões – tapassocos chutes – e não mostra qualquer tipo de ajuda.

 Além disso, ela publicou fotos de como seu rosto ferido.

  

Em resposta, o produtor confessou as agressões nas redes sociais, mas afirmou que a vítima o chantageava. Ele compartilhou vídeos de Pamela tentando agredi-lo.   

"Não estou aqui para justificar nada. Estou aqui para mostrar que não aguento mais isso. Muitas pessoas vão me julgar, mas eu não suportava mais isso, eu recebi chantagens, ameaça de morte com a minha filha. Ninguém sabe o que é isso que eu passei", disse o DJ.  



No dia 12 de março, DJ Ivis chegou a registrar um boletim de ocorrência contra Pamella.

No último dia 3 de julho, Pamela foi à polícia e fez um boletim de ocorrência por agressão contra.

O que é feminicídio?

Feminicídio é o nome dado ao assassinato de mulheres por causa do gênero. Ou seja, elas são mortas por serem do sexo feminino.

O Brasil é um dos países em que mais se matam mulheres, segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos. O país ocupa, desde 2013, o 5º lugar no ranking de homicídios femininos numa lista que inclui 83 países.

A tipificação desse tipo de crime é recente no Brasil. A Lei do Feminicídio (Lei 13.104/15) entreou em vigor em 9 de março de 2015.

O feminicídio é o nível mais alto da violência doméstica. É um crime de ódio, o desfecho trágico de um relacionamento abusivo.

O que é relacionamento abusivo e como sair dele?

Especialistas ensinam a identificar sinais de uma relação abusiva, falam sobre sua origem e explicam porque a violência doméstica é questão de saúde pública.

Como fazer denúncia de violência contra mulheres

  • Para denunciar e/ou buscar ajuda, ligue 180
  • Em casos de emergência, ligue 190

Saiba o que é a cultura do estupro

O Brasil tem um caso de estupro a cada oito minutos. Ao contrário do que o senso comum nos leva a acreditar, a violência contra as mulheres nem sempre ocorre de forma explícita.

Os abusos podem começar cedo, ainda na infância. Para tentar entender as origens dessa brutal realidade, o Estado de Minas ouviu especialistas em direito da mulher, ciências social e política, psicologia, filosofia e comunicação para mostrar como a cultura do estupro, da pornografia e da pedofilia fazem parte da nossa sociedade e estimulam, direta e indiretamente, esse ciclo de violência contra mulheres e crianças.

Como a pornografia distorce o sexo e incita violência contra mulheres


Leia também:


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade