Publicidade

Estado de Minas VACINAÇÃO

COVID-19: SP antecipa calendário e deve vacinar adolescentes em agosto

Anúncio foi feito neste domingo pelo governo de São Paulo


11/07/2021 12:13 - atualizado 11/07/2021 14:09

Até momento, o único imunizante com autorização da Anvisa para ser aplicado em adolescentes com mais de 12 anos é o da Pfizer(foto: AFP / JAVIER TORRES)
Até momento, o único imunizante com autorização da Anvisa para ser aplicado em adolescentes com mais de 12 anos é o da Pfizer (foto: AFP / JAVIER TORRES)
O governo de São Paulo anuncia neste domingo (11/7), uma nova antecipação no calendário de vacinação contra a COVID-19 no Estado. Na quarta mudança no cronograma realizada desde o mês passado, ficou determinado que toda a população com mais de 18 anos deve estar imunizada até o dia 20 de agosto. A gestão estadual também prevê iniciar a imunização dos adolescentes de 12 a 17 anos a partir do mês que vem.

Pelo novo cronograma, os adolescentes de 12 a 17 anos com deficiência e comorbidades seriam vacinados primeiro, já a partir de 23 de agosto. Depois, viriam os jovens sem comorbidades, com a imunização se encerrando em 30 de setembro.

Até o momento, o único imunizante com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser aplicado em adolescentes com mais de 12 anos é o da Pfizer, que recebeu aprovação da agência no mês passado.

A permissão foi feita após a apresentação de estudos do laboratório apontando segurança e eficácia da vacina para este grupo. Com a liberação, a bula da vacina Comirnaty passará a indicar esta nova faixa etária para o Brasil.

A meta anterior era vacinar a população adulta sem comorbidades até 15 de setembro. O Estado tem à disposição quatro tipos de vacinas: Coronavac, do Instituto Butantan, AstraZeneca/Fiocruz, Pfizer e Janssen.

As antecipações do calendário no Estado começaram em 2 de junho, quando o governador João Doria anunciou que o término da vacinação, inicialmente previsto para dezembro, seria em 31 de outubro. Em 9 de junho, ele antecipou para 18 de outubro. E, no dia 13 de junho, para 15 de setembro.

A plataforma Vacinômetro, que acompanha o número de vacinados no Estado, mostra que foram aplicadas 28.645.293 doses desde o início da campanha, das quais 21.410.886 foram a primeira dose e 6.495.872, a segunda. Com dose única, foram 738.535. No Estado, foram contabilizados 3.860.960 casos da doença e 132.065 óbitos por covid-19 até este sábado, 10.

Para agilizar o momento da vacina, a população deve se cadastrar no site Vacina Já. Não é obrigatório, mas, segundo o governo, economiza até 90% no tempo de atendimento nos postos. O formulário pode ser preenchido no site ou via WhatsApp, pelo número +55 11 95220-2923.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade