Publicidade

Estado de Minas FOLIA PROIBIDA

Carnaval no Rio: PM tem folga suspensa para impedir blocos clandestinos

Festas de carnaval estão proibidas na pandemia, mas órgãos de fiscalização identificaram em redes sociais possibilidade de aglomerações


11/02/2021 10:39

Banda de Ipanema, bloco tradicional do carnaval carioca(foto: wikimedia commons)
Banda de Ipanema, bloco tradicional do carnaval carioca (foto: wikimedia commons)

Com o receio de que haja formação de blocos clandestinos de carnaval a partir deste final de semana, a Polícia Militar (PM) informou que irá reforçar a segurança no Estado do Rio, em especial na capital.

Devido à pandemia, as festas de carnaval estão proibidas, mas os órgãos de fiscalização vêm monitorando as redes sociais e identificaram a possibilidade de aglomerações.

Para cumprir o planejamento, que prevê o uso de 13.828 policiais militares entre sábado, 13, e a terça-feira, dia 16, todas as folgas e férias dos agentes foram suspensas. Além dos policiais, duas mil viaturas deverão circular pelas ruas e estradas do Estado no período.

A terça de carnaval é feriado estadual, que foi mantido mesmo em meio à pandemia. No Rio, cujas regras para o feriado prolongado foram estabelecidas em decreto municipal, os policiais militares atuarão em conjunto com guardas municipais e agentes do Detro. Haverá pontos de bloqueios para proibir o acesso de ônibus fretados em vias expressas, como a Linha Amarela, a Transolímpica, o Trevo das Missões e a Grota Funda.

O Metrô Rio, por sua vez, informou que o serviço irá funcionar em seu horário habitual. Em geral, o sistema funciona em esquema especial no período de carnaval.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.


transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia
  • Em casos graves, as vítimas apresentam:
  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
  • Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus 

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade