Publicidade

Estado de Minas IMUNIZANTE

AstraZeneca afirma que vacina tem eficácia de 79% e não provoca risco de coágulos

Teste de fase 3 nos EUA da vacina desenvolvida pela AstraZeneca e Universidade de Oxford envolveu mais de 30 mil pessoas


22/03/2021 06:31 - atualizado 22/03/2021 08:19

(foto: Etienne TORBEY / AFP)
(foto: Etienne TORBEY / AFP)

A vacina contra a COVID-19 da AstraZeneca tem eficácia de 79% para prevenir a doença e não aumenta o risco de coágulos sanguíneos, anunciou a empresa farmacêutica nesta segunda-feira, após testes de eficiência de fase 3 nos Estados Unidos.

A vacina também foi efetiva em 80% em pessoas com mais de 85 anos, afirmou o laboratório. Vários países suspenderam a administração do fármaco em pessoas idosas devido à falta de dados entre os participantes de idade avançada em testes anteriores.

Os testes de fase 3 nos Estados Unidos da vacina desenvolvida pela AstraZeneca e a Universidade de Oxford envolveram 32.449 pessoas, das quais dois terços receberam uma dose, informa um comunicado da empresa farmacêutica.

Quase 20% dos participantes tinham 65 anos ou mais, e quase 60% tinham problemas de saúde com alto risco de sofrer covid-19 grave, como diabetes, obesidade ou doenças cardíacas.

Os testes realizados por uma equipe independente mostraram que não há risco maior de trombose entre os 21.583 participantes que receberam pelo menos uma dose, destaca o comunicado.

"Estes dados reconfirmam resultados prévios observados em testes da AZD1222 em todas as populações de adultos, mas é muito emocionante ver pela primeira vez resultados de eficácia similar em pessoas de mais de 65 anos", disse Ann Falsey, professora da Faculdade de Medicina da Universidade de Rochester e uma das pesquisadoras que coordenou os testes.

"Esta análise reconhece a vacina da AstraZeneca contra a COVID-19 como uma das opções de vacinação muito necessárias e oferece a confiança para que adultos de todas as idades podem se beneficiar da proteção contra o vírus", acrescentou.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte. 

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade