UAI
Publicidade

Estado de Minas MINERAÇÃO NO PATRIMÔNIO

Famílias pedem tombamento da Serra do Curral: 'Proteja a natureza'

Em um ato de amor à Serra, na Praça Estado de Israel, em BH, neste domingo (15/5), estão sendo realizadas atividades para chamar atenção das autoridades


15/05/2022 11:04 - atualizado 15/05/2022 13:26

Cartazes espalhados na Praça Estado de Israel, no Bairro Mangabeiras, em BH, neste domingo (15/5), em defesa da Serra do Curral no ato de amor à Serra
Cartazes espalhados na Praça Estado de Israel, no Bairro Mangabeiras, em BH, neste domingo (15/5), em defesa da Serra do Curral (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
“Proteja a natureza que você vai se salvar”, “Não destrua a Serra do Curral” e “Queremos o tombamento da Serra do Curral” foram alguns dos cartazes espalhados neste domingo (15/5), na Praça Estado de Israel, no Bairro Mangabeiras, em um ato de amor à Serra do Curral.

O “Viva Espaço Lúdico”, de desenvolvimento infantil, arte e cultura, um dos organizadores da ação, reuniu crianças e suas famílias para manifestar contra o projeto de mineração no local.

Isabela Lopes, diretora e educadora ambiental no Viva Espaço Lúdico, um dos organizadores do ato, aponta que as crianças aprendem sobre educação ambiental e elas tiveram a ideia de lutar pela natureza e pela Serra. “Como a gente avista a Serra do Curral de lá e a gente sabe que é um espaço pertencente às crianças e à cidade, elas tiveram a ideia de vir fazer um ato de amor à serra e à natureza, manifestando com cartazes que o direito delas a um futuro com ar puro para respirar, que garanta esse ambiente natural para elas e contra a mineração na Serra do Curral e a favor do tombamento”, destaca.

- Leia: Zema exonera presidente do Iepha que revelou ilegalidade

As atividades exigem muita criatividade e diversão para as crianças e todas as pessoas presentes no ato. “A gente compôs uma música aqui agora com as famílias e algumas ideias que as crianças já trouxeram. Agora vamos ter uma oficina de tintas naturais e orgânicas em cima dessas faixas que falam do artigo da Constituição que garante um ambiente para as futuras gerações, que é um direito das crianças, e pedindo pelo salvamento da nossa Serra. Vamos ter ainda uma roda de capoeira e fechar com dança afro”, explica Isabela.

Segundo ela, tudo isso é para despertar a atenção das autoridades e barrar o projeto de mineração na Serra do Curral. “Queremos chamar atenção da Tamisa, do Zema, dos governantes para barrarem qualquer autorização para a mineração na nossa serra do curral. A Serra é nossa, das crianças, e é um direito delas”, ressalta.
 
 
Ato em defesa da Serra do Curral neste domingo (15/5) na Praça Estado de Israel, no Bairro Mangabeiras, em BH
Ato em defesa da Serra do Curral teve várias atividades com crianças neste domingo (15/5) (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
 
Felipe Gomes, engenheiro ambientalista e participante do Movimento "Tira o Pé da Minha Serra", que reúne vários profissionais liberais voluntários juntos na mesma causa, esteve presente no ato e ressaltou a importância da Serra do Curral para a população mineira. "Qualquer pessoa que ama a Serra deve estar mobilizada e tentando barrar que esse licenciamento prospere. Esse licenciamento ambiental do mega complexo de mineração tem que cair e nós temos que tombar a Serra do Curral porque ela é sagrada para os belo-horizontinos e mineiros", afirma.
 
Segundo ele, o projeto da mineradora Taquaril Mineração S.A. (Tamisa), que deseja instalar empreendimento de exploração na Serra do Curral, é 10 vezes maior do que foi licenciado e ao longo do tempo a empresa deve conseguir aumentar cada vez mais o empreendimento. "O projeto original que a Tamisa tentou licenciar, em 2014, é 10 vezes maior do que o projeto que foi licenciado. Uma prática comum em Minas Gerais é o fracionamento do empreendimento, você entra com um cavalo de Troia, uma pontinha do iceberg, consegue autorização inicial e depois de 4, 5 e até 10 anos você pede uma ampliação e assim vai", explica.
 
Felipe frisa, ainda, que os atos não vão parar até que a Serra seja tombada. "Não pararemos até esse licenciamento cair, até o tombamento ocorrer. Inclusive, está sendo organizado um grande ato, em 5 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, chamado 'Dia da Serra', e vamos fazer um grande ato em defesa da Serra do Curral", destaca. 

Cronograma 

Estes atos estão dentro do cronograma elaborado por ativistas ambientais para tentar impedir a implantação do Complexo Minerário Serra do Taquaril (CMST). Confira a programação dos próximos dias:
 
  • 16/5 - 10:00 - Entrega do manifesto em defesa da Serra do Curral assinado por representantes da classe artística mineira ao presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Agostinho Patrus;
  • 17/5 - 13:40 - Audiência Pública na Câmara Municipal de Belo Horizonte – Plenário Helvécio Arantes - FINALIDADE: Debater a garantia da manutenção da integralidade da Serra do Curral, frente à implantação de novos empreendimentos minerários, em especial no tocante ao projeto Complexo Minerário Serra do Taquaril (CMST). Há solicitação de elaboração de Nota Técnica. – Requerimento de Comissão 707/2022 – Transmissão on-line;
  • 17/5 - 16h - Audiência Pública Câmara dos Deputados – Requer audiência pública para debater os impactos da mineração na Serra do Curral, localizada no município de Belo Horizonte, Minas Gerais. Comissão de Legislação Participativa – Requerimento nº 15/2022 – – evento aberto a população em geral com transmissão on-line;
  • 19/5 – 18h – Audiência Pública Câmara Municipal de Nova Lima – evento presencial aberto a população em geral – Ouvir a população de Nova Lima em relação a este tema de grande relevância, impacto social e ambiental, bem como, para proposição de novas soluções à dependência de extração mineral no município - Requerimento nº 007/222 – evento presencial aberto a população em geral;
  • 21/5 – 7h - Corrida e Caminhada em Defesa da Serra do Curral – Praça do Papa – realização: Grupos e Assessorias de corrida e caminhada de Minas Gerais – evento presencial aberto a população em geral;
  • 05/06 – local e horário a definir - Grande Ato – Dia da Serra – evento presencial aberto a população em geral;
  • Data a definir – CPI da Tamisa na Assembleia Legislativa de MG;
  • Data a definir – CPI na Câmara Municipal de BH.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade