UAI
Publicidade

Estado de Minas VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Após suspeito ligar para advogado, mulher é encontrada morta em casa

Advogado ligou para o 190 após ser procurado por um homem que disse ter matado a companheira. Vítima tinha 32 anos e foi esfaqueada


08/03/2022 08:36 - atualizado 08/03/2022 08:54

Bairro Primeiro de Maio
Rua onde o crime ocorreu: casal vivia em um imóvel de aluguel, onde o corpo foi encontrado ontem (foto: Reprodução da internet/Google Street View)


Uma mulher de 32 anos foi assassinada dentro de casa no Bairro Primeiro de Maio, Região Norte de Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar (PM), o crime foi descoberto depois que o suspeito, companheiro dela, procurou um advogado. 

A denúncia ocorreu na noite dessa segunda-feira (7/3). Segundo a corporação, um advogado ligou para o 190 contando que um homem o procurou, também por telefone, para dizer que havia matado a companheira no último sábado (5/3). Ele disse que iria encontrar o suspeito futuramente e se apresentar à uma autoridade judiciária. 

Os policiais foram até o endereço indicado, uma casa de aluguel, e acharam o corpo da mulher dentro de um quarto. Ele estava enrolado em lençóis e já em estado de decomposição. O vizinho, que é dono do imóvel onde eles viviam, foi abordado pela PM e disse nunca ter ouvido brigas do casal ou ter notado algo suspeito. 

Já a irmã da mulher contou que não sabia muito sobre o cunhado, mas contou que as brigas do casal era constantes e que a vítima já havia sido agredida por ele. 

A equipe da Delegacia de Homicídios esteve no local e o perito constatou que a mulher foi assassinada com cinco facadas, sendo três nas costas e duas no tórax. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML). Os militares chegaram a fazer contato com outros moradores, mas ninguém sabia o sobrenome do suspeito, que não seria da região.

O que é relacionamento abusivo?

Os relacionamentos abusivos contra as mulheres ocorrem quando há discrepância no poder de um em relação ao outro. Eles não surgem do nada e, mesmo que as violências não se apresentem de forma clara, os abusos estão ali, presentes desde o início. É preciso esclarecer que a relação abusiva não começa com violências explícitas, como ameaças e agressões físicas.

A violência doméstica é um problema social e de saúde pública e, que quando se fala de comportamento, a raiz do problema está na socialização. Entenda o que é relacionamento abusivo e como sair dele.

Leia também:
 Cidade feminista: mulheres relatam violência imposta pelos espaços urbanos

Como denunciar violência contra mulheres?

  • Ligue 180 para ajudar vítimas de abusos.
  • Em casos de emergência, ligue 190.

O que é violência física?

  • Espancar
  • Atirar objetos, sacudir e apertar os braços
  • Estrangular ou sufocar
  • Provocar lesões

O que é violência psicológica?

  • Ameaçar
  • Constranger
  • Humilhar
  • Manipular
  • Proibir de estudar, viajar ou falar com amigos e parentes
  • Vigilância constante
  • Chantagear
  • Ridicularizar
  • Distorcer e omitir fatos para deixar a mulher em dúvida sobre sanidade (Gaslighting)

O que é violência sexual?

  • Estupro
  • Obrigar a mulher a fazer atos sexuais que causam desconforto 
  • Impedir o uso de métodos contraceptivos ou forçar a mulher a abortar
  • Limitar ou anular o exercício dos direitos sexuais e reprodutivos da mulher

O que é violência patrimonial?

  • Controlar o dinheiro
  • Deixar de pagar pensão
  • Destruir documentos pessoais
  • Privar de bens, valores ou recursos econômicos
  • Causar danos propositais a objetos da mulher

O que é violência moral?

  • Acusar de traição
  • Emitir juízos morais sobre conduta
  • Fazer críticas mentirosas
  • Expor a vida íntima
  • Rebaixar por meio de xingamentos que incidem sobre a sua índole

Leia mais:



O que é feminicídio?

Feminicídio é o nome dado ao assassinato de mulheres por causa do gênero. Ou seja, elas são mortas por serem do sexo feminino. O Brasil é um dos países em que mais se matam mulheres, segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

A tipificação do crime de feminicídio é recente no Brasil. A Lei do Feminicídio (Lei 13.104) entrou em vigor em 9 de março de 2015.

Entretanto, o feminicídio é o nível mais alto da violência doméstica. É um crime de ódio, o desfecho trágico de um relacionamento abusivo.

O que diz a Lei do Feminicídio?

Art. 121, parágrafo 2º, inciso VI
"Considera-se que há razões de condição de sexo feminino quando o crime envolve:
I - violência doméstica e familiar;
II - menosprezo ou discriminação à condição de mulher."

Qual a pena por feminicídio?

Segundo a 13.104, de 2015, "a pena do feminicídio é aumentada de 1/3 (um terço) até a metade se o crime for praticado durante a gestação ou nos 3 (três) meses posteriores ao parto; contra pessoa menor de 14 (catorze) anos, maior de 60 (sessenta) anos ou com deficiência; na presença de descendente ou de ascendente da vítima."

Como denunciar violência contra mulheres?

  • Ligue 180 para ajudar vítimas de abusos.
  • Em casos de emergência, ligue 190.

Leia mais:





receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade