UAI
Publicidade

Estado de Minas MOSTRA

Sabará terá documentário e exposição com retratos gigantes de moradores

Iniciativa faz parte de um círculo de ações na cidade em celebração aos 100 anos de operação da ArcelorMittal Aços Longos no Brasil


03/12/2021 21:16 - atualizado 03/12/2021 22:16

Retrato de Djair
Ex-goleiro do Siderúrgica, campeã mineira de 1964, Djair será um dos homenageados na exposição (foto: Divulgação)
Figuras marcantes, anônimas ou bem conhecidas durante anos da rica história de Sabará se tornarão personagens de uma exposição de retratos em grande formato a ser exibida na cidade a partir deste sábado (4/12), às 19h, no adro da Igreja do Rosário. O projeto Moradores - A Humanidade do Patrimônio, que também prevê a exibição de um documentário, faz parte de um círculo de ações na cidade em celebração aos 100 anos de operação da ArcelorMittal Aços Longos no Brasil.
 
Um dos personagens homenageados é Chiquinho, criador da TV Muro, tida como a “menor emissora do mundo”. Artista e filho de um projetista de cinema, começou a se apaixonar por audiovisual ainda aos 5 anos. Posteriormente, começou a registrar entrevistas com moradores ou mesmo narrar jogos de futebol para transmiti-las numa televisão de 20 polegadas no muro de sua casa. 

Dejair, ex-goleiro e último remanescente do time do Siderúrgica, campeão mineiro de 1964, também foi um dos lembrados. Ele foi um dos destaques da vitória épica por 3 a 1 sobre o América, na Alameda, que garantiu o último troféu da equipe.

A musicista Nath Rodrigues, destaque da música mineira em 2021, nasceu e estudou música em Sabará, é uma das homenageadas. 

Outros moradores não tão conhecidos também estão presentes na mostra. Um exemplo é dona Gercy. Ela encantou a todos com sua história de amor pela música. Seja no Teatro Municipal, nas igrejas, nas rádios ou nas procissões de Semana Santa, há quase 80 anos, ela enche a cidade de musicalidade com sua voz de soprano.

Mas não só eles serão homenageados. Todos moradores que passaram pela tenda do Projeto Moradores, poderão ir até a abertura da exposição e retirar sua fotografia gratuitamente. 

“Entregar uma fotografia a essas pessoas é uma maneira de dizê-las ‘muito obrigado’ por terem nos ajudado a construir uma exposição e um filme, a partir de seus relatos, para documentar como o amor dos moradores por Sabará é a melhor forma de preservá-la”, explica o cineasta e também colunista do Estado de Minas, Gustavo Nolasco, um dos autores do Projeto Moradores, ao lado de Alexandre Baxter, Bruno Magalhães e Marcus Desimoni.

O documentário de aproximadamente 15 minutos de duração vai recontar a história de Sabará a partir das memórias de seus moradores. O carnaval, as festas da jabuticaba e da ora pro nobis, as igrejas, as escolas, o futebol, a natureza e até mesmo os 100 anos de convivência com a antiga Belgo Mineira (hoje, ArcelorMittal) estão entre os temas relembrados pelos moradores nesse documentário alegre e emocionante. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade