UAI
Publicidade

Estado de Minas SUL DE MINAS

Quadrilha morta em Varginha atuou em Araçatuba, diz PM

Polícia acredita que suspeitos de instalar 'novo cangaço' no Sul de Minas sejam os mesmos de ações criminosas em outras regiões do país


31/10/2021 16:33 - atualizado 31/10/2021 18:41

Armas apreendidas
Material apreendido em Varginha, no Sul de Minas (foto: PMMG/Divulgação)

Ao menos  26 suspeitos de integrar uma quadrilha  especializada em assaltos do chamado "novo cangaço" morreram em uma operação da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal neste domingo (31/10) em Varginha, Sul de Minas. A polícia acredita na hipótese de ser a mesma quadrilha que colocou o  terror em Araçatuba, no interior de São Paulo, em agosto deste ano.


“Tudo leva a crer que era a mesma quadrilha de Araçatuba. Certamente essas quadrilhas são muito organizadas a nível nacional”, comentou o tenente-coronel Rodolfo César Morotti Fernandes, comandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), durante coletiva de imprensa neste domingo (31/10).

A polícia apreendeu um grande arsenal, incluindo explosivos e armas de guerra, como metralhadoras ponto 50. O bando estava aquartelado em duas chácaras e foi cercado pelos policiais. Segundo a PM, houve intensa troca de tiros, todos suspeitos foram socorridos com ferimentos, mas não resistiram e morreram após atendimento médico.

Novo cangaço

A expressão “novo cangaço” foi criada para designar as quadrilhas que usam explosivos e armamento pesado para assaltar bancos e praticar crimes de grande repercussão.

Araçatuba

Em Araçatuba, ao menos 26 criminosos cercaram a região central da cidade e explodiram dois bancos. Os bandidos usaram reféns como escudos humanos, enfrentaram a polícia e minaram o centro da cidade com explosivos para espalhar pânico entre a população.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade