UAI
Publicidade

Estado de Minas TRAGÉDIA NA ESTRADA

Homem inabilitado causa acidente que provoca morte dele e da esposa

Carro onde família estava invadiu pista contrária e atingiu caminhão carregado com placas de concreto; crianças de 2 e 3 anos foram salvas pelos bombeiros


11/10/2021 13:25 - atualizado 11/10/2021 16:47

carro destruído após batida frontal com caminhão em Montes Claros
Carro ficou destruído após batida frontal com caminhão: crianças sobreviveram (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Um  casal morreu  e outras três pessoas ficaram feridas, entre as quais duas crianças, após um grave acidente na noite desse domingo (10/11) na BR-135, em Montes Claros, no Norte de Minas Gerais. O carro em que a família estava era guiado por um homem inabilitado e bateu de frente com um caminhão carregado com placas de concreto. 
 
O acidente aconteceu na altura do povoado Lagoinha, altura do km 383 da estrada. 
 
De acordo com a Polícia Militar (PM) e o Corpo de Bombeiros, chovia muito na hora do acidente. O condutor do caminhão, de 28 anos, disse que estava seguindo no sentido Bocaiuva/Montes Claros quando viu um carro, que vinha no sentido contrário, perdendo o controle e rodando. Ele tentou tirar o veículo pesado do caminho, mas não conseguiu.
 
Desgovernado, o carro onde estavam Flávio André de Jesus Batista, 28, a esposa, Tatiane dos Santos Fernandes, 30, e dois filhos do casal, de 2 e 3 anos, atingiu fortemente a lateral do caminhão. 
 
A concessionária que administra o trecho e o Corpo de Bombeiros foram os primeiros a chegar. Flávio e Tatiane já estavam sem vida, mas as equipes conseguiram salvar as duas crianças, que sofreram ferimentos leves, e foram encaminhadas para o Hospital Universitário.
 
Apesar de consciente e ter conseguido contar aos policiais o que viu, o motorista do caminhão teve ferimentos graves. Ele foi levado ao Pronto Socorro de Montes Claros, mas não corre risco de morte.
 
A carga de placas de concreto caiu na pista, que precisou ser interditada por mais de 40 minutos. Como chovia forte, a concessionária fez um trabalho paliativo apenas para liberar parte do tráfego. 
 
Segundo a PM, Flávio não tinha carteira de habilitação e não poderia guiar o carro.
 
A Polícia Civil abriu um inquérito para apurar os detalhes e o que causou o acidente. As crianças estão com parentes, e passam bem.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade