Publicidade

Estado de Minas FÓRUM LAFAYETTE

Acusado de matar a ex é julgado em BH; mulheres homenageiam vítima

Jovem de 20 anos foi baleada pelo ex-namorado na frente da mãe em março do ano passado. Mãe e outras mulheres se manifestaram nesta manhã


26/07/2021 09:43 - atualizado 26/07/2021 10:42

Na frente do Fórum Lafayette, mulheres usam camisas com a foto de Ester, assassinada aos 20 anos(foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Na frente do Fórum Lafayette, mulheres usam camisas com a foto de Ester, assassinada aos 20 anos (foto: Jair Amaral/EM/DA Press)


Começou, pouco antes das 9h30 desta segunda-feira, no Terceiro Tribunal do Júri, o julgamento de Talisson Alves Martin da Silva, acusado de matar a tiros a ex-namorada, Ester Ferreira Gomes, que tinha 20 anos. O crime ocorreu em março do ano passado no Bairro Alto Vera Cruz, Região Leste de Belo Horizonte, na frente da mãe da vítima. 

Foi ela, Fernanda Fernandes Gomes, de 42 anos, que convocou um protesto para esta manhã na porta do Fórum Lafayette, no Barro Preto, Região Centro-Sul da capital, onde ocorre a sessão. Ela e outras mulheres vestiam camisetas com a foto de Ester. Cartazes pedindo justiça foram afixados nas grades do prédio. 

Ester e Talisson namoraram por cinco anos. Em entrevista ao Estado de Minas em 13 de julho, Fernanda contou que a filha era agredida por ele, mas escondia da família. No fim de 2019, a jovem decidiu pôr um fim no relacionamento e passou a ser perseguida pelo ex. 

Fernanda Gomes (de preto), mãe de Ester, recebe apoio antes do júri(foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Fernanda Gomes (de preto), mãe de Ester, recebe apoio antes do júri (foto: Jair Amaral/EM/DA Press)


O crime ocorreu em uma terça-feira, quando a jovem estava a caminho do trabalho acompanhada da mãe. 

''Você tá me traindo com vários homens, você vai ver”, disse o ex-companheiro. Ester respondeu que ela não estava com ninguém, mas, mesmo que estivesse, não era traição, porque os dois já tinham terminado o relacionamento. Fernanda completou: "Vocês não têm mais nada, deixa a minha filha viver em paz".  Na sequência, o homem sacou uma arma e deu um tiro na cabeça de Ester. A mãe ainda tentou entrar na frente dos disparos, ele a agrediu, e, mesmo ferida, a filha fugiu. 

Cartazes com pedidos de justiça foram deixados nas grades do Fórum(foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Cartazes com pedidos de justiça foram deixados nas grades do Fórum (foto: Jair Amaral/EM/DA Press)


Ester tentou se abrigar na casa de um vizinho, mas o homem foi atrás e, mesmo com a vítima caída, realizou novos disparos que acertaram a cabeça e o tórax. Em seguida, fugiu em uma moto. “Foi um crime premeditado, ele pediu uma arma emprestada. Também estava com uma faca. Ele sabia o que estava fazendo”, relatou a mãe da vítima ao Estado de Minas.

Após o período do flagrante, o homem se apresentou à polícia. Ao saber disso, Fernanda, ferida pelos golpes dados pelo autor no dia do assassinato e em luto pela morte da filha, foi até a delegacia. “Ele se apresentou e disse que sairia pela porta da frente. Mas foi preso em flagrante enquanto prestava depoimento, já que eu, como vítima viva, fui até a delegacia”, relatou. E, desde então, o Talisson esteve preso aguardando julgamento. 

O que é relacionamento abusivo?

Os relacionamentos abusivos contra as mulheres ocorrem quando há discrepância no poder de um em relação ao outro. Eles não surgem do nada e, mesmo que as violências não se apresentem de forma clara, os abusos estão ali, presentes desde o início. É preciso esclarecer que a relação abusiva não começa com violências explícitas, como ameaças e agressões físicas.

A violência doméstica é um problema social e de saúde pública e, que quando se fala de comportamento, a raiz do problema está na socialização. Entenda o que é relacionamento abusivo e como sair dele.

Como denunciar violência contra mulheres?

  • Ligue 180 para ajudar vítimas de abusos.
  • Em casos de emergência, ligue 190.

O que é violência física?

  • Espancar
  • Atirar objetos, sacudir e apertar os braços
  • Estrangular ou sufocar
  • Provocar lesões

O que é violência psicológica?

  • Ameaçar
  • Constranger
  • Humilhar
  • Manipular
  • Proibir de estudar, viajar ou falar com amigos e parentes
  • Vigilância constante
  • Chantagear
  • Ridicularizar
  • Distorcer e omitir fatos para deixar a mulher em dúvida sobre sanidade (Gaslighting)

O que é violência sexual?

  • Estupro
  • Obrigar a mulher a fazer atos sexuais que causam desconforto 
  • Impedir o uso de métodos contraceptivos ou forçar a mulher a abortar
  • Limitar ou anular o exercício dos direitos sexuais e reprodutivos da mulher

O que é violência patrimonial?

  • Controlar o dinheiro
  • Deixar de pagar pensão
  • Destruir documentos pessoais
  • Privar de bens, valores ou recursos econômicos
  • Causar danos propositais a objetos da mulher

O que é violência moral?

  • Acusar de traição
  • Emitir juízos morais sobre conduta
  • Fazer críticas mentirosas
  • Expor a vida íntima
  • Rebaixar por meio de xingamentos que incidem sobre a sua índole

Leia mais:



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade