Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Kalil assina termo de patrocínio para vacina contra COVID-19 da UFMG

Prefeito disse que patrocínio é somente uma 'pequena parte' do que pode ser feito para ajudar a universidade


27/05/2021 12:15 - atualizado 27/05/2021 15:26

Prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), durante assinatura do patrocínio(foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press)
Prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), durante assinatura do patrocínio (foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press)
Prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD) assinou na tarde desta quinta-feira (27/5) um termo de patrocínio de R$ 30 milhões para auiliar no desenvolvimento de uma vacina contra COVID-19 produzida pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A intenção é de que o Executivo municipal auxilie financeiramente para a sequência dos estudos do imunizante.

O ato de assinatura aconteceu na Prefeitura de BH, na Região Central da capital mineira. Sandra Goulart, reitora da UFMG, e outras autoridades ligadas ao Executivo e à instituição de ensino estiveram presentes no evento.

Kalil deu detalhes do patrocínio: serão R$ 30 milhões repassados à UFMG por intermédio da Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). O valor será dividido em parcelas mensais de maio até dezembro deste ano, à medida que as etapas evokuírem. A primeira parte repassada será de R$ 6 milhões.

"Por uma questão cultural, do próprio povo mineiro de saber da importância das nossas coisas, ou não saber, a Universidade Federal de Minas Gerais foi escolhida como a melhor universidade federal do Brasil. Foi escolhida como a universidade federal mais bem gerida do Brasil. E como prêmio recebeu nesta semana a notícia de um corte de 26,7% do orçamento.", lamentou o prefeito. "Parabéns, pena que a medalha foi tão ruim", disse posteriormente.
 
"Se caso não houvesse a pandemia na cidade de Belo Horizonte, a Universidade Federal de Minas Gerais teria fechado. Ela estaria hoje fechada. Nós não estamos falando aqui de R$ 30 milhões, que é uma pequena parte, e todos sabemos disso, do que será investido nesta vacina tão promissora. Temos a Funed, que tem que ser reformada, é uma planta importante, me corrijam, mas já foi a planta mais importante na meningite no Brasil. Temos estrutura, mentes brilhantes e uma bancada federal e uma bancada de senadores e deputados federais que estão em Brasília. Sucatear e premiar a faculdade mais bem avaliada do Brasil com corte de 27%, sendo que apesar do corte linear, que podia ser tanto a tanto, no máximo 30, a nossa foi premiada com 26,7%", também afirmou Kalil.

A UFMG está em processo de desenvolvimento de uma vacina 100% nacional contra o coronavírus, batizada de Spintec. A intenção da universidade é iniciar em 2022 a produção em escala do imunizante.

"Grande satisfação estar aqui, tenho que agradecer a parceria do prefeito Kalil em todas as iniciativas, não apenas nesta iniciativa, mas em todas em relação à UFMG. O prefeito Kalil tem sido um grande parceiro da instituição, e ser parceiro da UFMG quer dizer ser parceiro da ciência, do conhecimento, no enfrentamento à pandemia e no desenvolvimento ao nosso país", iniciou Sandra.
 
"Segundo agradecimento é pela sensibilidade do prefeito Kalil em nos dar o apoio num momento tão imprescindível na produção desta que é a nossa vacina, uma das três vacinas que estão mais adiantadas no contexto do Brasil. É uma vacina que iniciou lá atrás, em março do ano passado, com apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia, e que deu resultado. Agora está chegando em uma fase importante para todos nós que é justamente essa passagem para os testes clínicos e precisávamos de R$ 30 milhões. Fomos procurando apoio justamente para que os testes não fossem interrompidos, e o prefeito Kalil nos atendeu. Estávamos começando os preparativos para iniciar os testes clínicos 1 e 2 e não tínhamos os recursos garantidos. Veio em um momento imprescindível, não apenas por causa desta vacina, mas também pelo que sucedeu, que foram os cortes agora nas nossas universidades", acrescentou.

Atualmente, a Spintec está na fase de testes em primatas. Passada esta fase, o estudo entrará nas etapas 1 e 2 de testes clínicos em humanos. Segundo a reitora da UFMG, o valor vai dar seguimento nos testes.

"Esse apoio de R$ 30 milhões para as fases 1 e 2 vai nos permitir continuar com segurança o desenvolvimento desta vacina. Sabemos que o vírus veio para ficar, está endêmico na nossa região, e precisaremos disso nos próximos anos. É imprescindível que Minas atenda a este chamado, que é um chamado do nosso país e que a UFMG, como sendo centro de inovação no contexto de vacinas, esperamos que se torne um centro nacional de vacinas no futuro, e que possa atender essa demanda da sociedade", comemorou.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade