Publicidade

Estado de Minas FEMINICÍDIO

Preso homem acusado de matar ex-companheira a facadas por ciúmes

Segundo a polícia, suspeito vivia com outra mulher na zona rural de Esmeraldas desde que cometeu o crime


28/04/2021 16:27 - atualizado 28/04/2021 16:55

Assassino foi levado para a Delegacia de Ribeirão das Neves, já que feminicídio foi cometido na cidade(foto: Google maps)
Assassino foi levado para a Delegacia de Ribeirão das Neves, já que feminicídio foi cometido na cidade (foto: Google maps)

Procurado desde 2018, quando foi acusado de matar a ex-companheira a facadas, em Ribeirão das Neves, na Grande BH, L.M., de 42 anos, foi preso na zona rural de Esmeraldas, também na região metropolitana.  

Graças a uma informação do Disque Denúncia Unificado, a Polícia Militar conseguiu descobrir o local onde ele vivia com outra mulher, que nada sabia do passado do companheiro.


A partir do momento da denúncia, a equipe de Inteligência da PM foi acionada. Depois de alguns levantamentos, uma operação, comandada pelo aspirante Rodrigues, composta por duas viaturas e agentes da inteligência, fizeram o cerco à casa fugitivo.

 

“Tivemos de trabalhar com muito cuidado, pois o local era propício a fugas. Por isso, utilizamos camuflagem semelhante à vegetação local, para fazer o cerco da casa. Não poderíamos permitir que o homem percebesse a nossa presença, para que não tentasse fugir novamente”, conta o aspirante.

 

Com a casa cercada, os militares chamaram pelos moradores, e uma mulher os recebeu. “Ela foi logo dizendo que o marido estava em casa. Perguntamos se era L.M., ela disse que não, e falou outro nome”, confirma o aspirante.

 

Quando o homem apareceu, no entanto, foi detido, pois as semelhanças físicas confirmavam ser o suspeito. Quando a mulher soube do passado do companheiro, ela se desesperou e começou a chorar, mas os policiais conseguiram acalmá-la.

 

Três anos antes

 

L.M. foi levado para a Delegacia de Ribeirão das Neves, que havia expedido o mandado de prisão.

Em 2018, ano do crime, o suspeito vivia com uma mulher que tinha um filho, de 2 anos, que ainda amamentava. Isso gerou ciúmes em L.M., que reclamava que ela não lhe dava a atenção, que vivia somente para o menino, que não era seu filho. Esse teria sido o motivo pelo qual matou, a facadas, a ex-companheira e fugiu em seguida.  

 

O que é feminicídio?

Feminicídio é o nome dado ao assassinato de mulheres por causa do gênero. Ou seja, elas são mortas por serem do sexo feminino.

O Brasil é um dos países em que mais se matam mulheres, segundo dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos. O país ocupa, desde 2013, o 5º lugar no ranking de homicídios femininos numa lista que inclui 83 países.

A tipificação desse tipo de crime é recente no Brasil. A Lei do Feminicídio (Lei 13.104/15) entreou em vigor em 9 de março de 2015.

O feminicídio é o nível mais alto da violência doméstica. É um crime de ódio, o desfecho trágico de um relacionamento abusivo.

O que é relacionamento abusivo e como sair dele?

Especialistas ensinam a identificar sinais de uma relação abusiva, falam sobre sua origem e explicam porque a violência doméstica é questão de saúde pública.

Como fazer denúncia de violência contra mulheres

  • Para denunciar e/ou buscar ajuda, ligue 180
  • Em casos de emergência, ligue 190

Saiba o que é a cultura do estupro

O Brasil tem um caso de estupro a cada oito minutos. Ao contrário do que o senso comum nos leva a acreditar, a violência contra as mulheres nem sempre ocorre de forma explícita.

Os abusos podem começar cedo, ainda na infância. Para tentar entender as origens dessa brutal realidade, o Estado de Minas ouviu especialistas em direito da mulher, ciências social e política, psicologia, filosofia e comunicação para mostrar como a cultura do estupro, da pornografia e da pedofilia fazem parte da nossa sociedade e estimulam, direta e indiretamente, esse ciclo de violência contra mulheres e crianças.

Como a pornografia distorce o sexo e incita violência contra mulheres


Leia também:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade