Publicidade

Estado de Minas REAJUSTE

CBTU volta atrás após anunciar adiamento e aumenta passagem do metrô de BH

Tarifa, que atualmente é de R$ 4,25, passará a custar R$ 4,50 a partir deste domingo (21/03). Em dois anos, reajuste foi de 150%


20/03/2021 17:05 - atualizado 20/03/2021 17:23

Metrô de Belo Horizonte passará a custar R$ 4,50 a partir deste domingo (21/03)(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Metrô de Belo Horizonte passará a custar R$ 4,50 a partir deste domingo (21/03) (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Usuários do metrô de Belo Horizonte precisam ficar atentos. Após a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) anunciar o adiamento do reajuste da tarifa para a segunda quinzena de abril, o órgão voltou atrás e aumentará o preço da passagem já neste domingo (21/03). Atualmente, o valor é de R$ 4,25, mas passará para R$ 4,50.

Na quinta-feira (18/03), o ministro de Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, se reuniu com a direção da CBTU e solicitou o adiamento do aumento da tarifa. Marinho alegou que Belo Horizonte está com ações restritivas para conter a COVID-19 em andamento, além do fato de que cerca de 80% dos passageiros do metrô recebem até um salário-mínimo e meio por mês.

Mas uma reunião nessa sexta-feira (19/03), de acordo com a CBTU, decidiu pelo reajuste tarifário. De acordo com o órgão, “muito embora os órgãos de gestão da empresa estivessem sensíveis à situação, não foi possível acatar o pedido de adiamento, considerando-se a programação orçamentária e financeira da companhia e o arcabouço legal existente.”

Histórico

A viagem do metrô custava R$ 1,80 em março de 2019. Com o aumento para R$ 4,50, que será avaliado em 17 de abril, o valor marca um crescimento de 150% em apenas 24 meses.

Em 2019, a população já havia sido alertada de que durante esse período o preço desembolsado para a viagem chegaria a custar 88% a mais até o ano de 2020.

Após uma audiência de conciliação na Justiça Federal entre representantes da companhia de trens urbanos, o Ministério Público Federal, a Advocacia-Geral da União (AGU) e o Instituto de Defesa Coletiva, foi aprovada a medida que determinou o aumento escalonado da tarifa em seis vezes no metrô de BH e de cidades de outros estados, como Natal, Maceió, João Pessoa e Recife.

Para justificar a determinação, a CBTU informou na época que, por causa dos anos em que o preço da passagem esteve sem modificações, o sistema de metrô atingiu uma defasagem ante ao custo de manutenção. Segundo a companhia, até março de 2019, Belo Horizonte estava há 13 anos sem alterações na tarifa.

No primeiro acréscimo, o valor da passagem chegou custar R$ 2,40 na capital mineira. Conforme previsto, após passados todos reajustes, em março de 2020 o valor atingiu quase o dobro em R$ 4,25, preço da tarifa paga atualmente pelos passageiros. Confira o histórico:

R$ 2,40 (5 de maio de 2019) 
R$ 2,90 (7 de julho de 2019)
R$ 3,40 (8 de setembro de 2019)
R$ 3,70 (3 de novembro de 2019)
R$ 4,00 (5 de janeiro de 2020)
R$ 4,25 (8 de março de 2020)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade