Publicidade

Estado de Minas COORDENAÇÃO DE INVESTIMENTOS

Obras em córregos e vias: comitê da Prefeitura de BH define 12 metas; veja

Melhorias em centros de saúde, urbanização de áreas periféricas e construção de moradias também estão em pauta


04/01/2021 14:43 - atualizado 04/01/2021 15:21

Novas obras na Avenida Vilarinho, em Venda Nova, estão previstas.(foto: Leandro Couri/EM/D. A. Press )
Novas obras na Avenida Vilarinho, em Venda Nova, estão previstas. (foto: Leandro Couri/EM/D. A. Press )
Liderado pelo vice-prefeito, Fuad Noman (PSD), o Comitê de Coordenação de Investimentos (CCI) da Prefeitura de Belo Horizonte traçou 12 metas para o segundo mandato de Alexandre Kalil (PSD). Projetos de mobilidade urbana, saúde e contenção de enchentes estão entre as prioridades.

O Estado de Minas teve acesso às metas traçadas pelo grupo. Uma delas trata da construção de um corredor de transporte no Vetor Oeste da cidade, englobando a Avenida Amazonas e as principais vias do Barreiro.

No que tange às chuvas, a ideia é dar continuidade ao processo de macrodrenagem de córregos historicamente acometidos pelas cheias, como o da Vilarinho, da Cachoeirinha e do Leitão. As bacias de ribeirões como o Onça também estão contidas no plano.

Há, ainda, a segunda etapa das obras da Via 710, para ligar as avenidas José Cândido da Silveira e dos Andradas. (Veja a lista completa ao fim desta reportagem).

Na Avenida Cristiano Machado, na Região Norte, o foco será aprimorar o fluxo de veículos nos trechos que se cruzam com vias como a Avenida Waldomiro Lobo, Sebastião de Brito e Vilarinho.

O CCI terá como atribuição, como o próprio nome diz, de coordenar os investimentos feitos pela administração municipal de maneira direta ou indireta. O grupo foi instituído por meio de decreto publicado na edição da última sexta-feira (01/01) do Diário Oficial do Município.

Saúde e moradia


A equipe de Fuad Noman pretende tocar, também, intervenções para aprimorar a saúde pública da cidade, como a revitalização da maternidade do Hospital Odilon Behrens e a reconstrução de 39 centros de saúde. Na alça de mira está a implantação de um modelo de prontuário único para os pacientes da rede pública, disponível de forma eletrônica.

A construção de moradias populares e a urbanização do entorno da Ocupação Izidora, na área Norte da cidade, é outro tema em pauta. Os bairros Cabana e Jatobá — Região Oeste e Barreiro, respectivamente — também devem receber melhorias.

Comitê materializa desejo do prefeito


A criação do Comitê de Investimentos vai ao encontro do desejo, externado por Kalil, de criar uma “supersecretaria de Obras” em seu segundo mandato. Ele falou sobre o tema em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, em novembro passado.

A criação de novas pastas, contudo, é vetada pela Lei Complementar 173, que proíbe a formulação de autarquias durante a pandemia do novo coronavírus. Por isso, a solução foi criar o comitê.

“O projeto é criar uma supersecretaria que vai olhar o transporte público de Belo Horizonte, junto com as grandes obras. Captamos recursos e vamos fazer grandes obras. (A pasta) vai ser chefiada pelo vice-prefeito. Estamos começando um desenho para a vice-prefeitura comandar esse tipo de coisa”, afirmou, à época.

O Executivo municipal inicia, nesta semana, as conversas para tratar das primeiras ações deste ano. O secretariado deverá ter poucas mudanças. A mais relevante, até o momento, foi o retorno do ex-deputado estadual Adalclever Lopes (MDB). Ele assumiu a secretaria de Governo, cargo vago desde a demissão de Paulo Lamac (Rede) em 2018. Lamac acumulava o posto e a vice-prefeitura, mas acabou ficando apenas com o segundo posto.

As 12 metas do Comitê de Investimentos da PBH:

- Implantação de faixas exclusivas de transporte coletivo, prioritariamente no Vetor Oeste - Corredor Amazonas e principais vias do Barreiro;

- Conclusão da ligação entre a Avenida José Cândido e a Avenida dos Andradas (segunda etapa da Via 710);

- Obras na Avenida Cristiano Machado, com o objetivo de melhorar o fluxo de veículos nas interseções com as Avenidas Sebastião de Brito, Waldomiro Lobo e Vilarinho;

- Reconstrução de 39 Centros de saúde e da Central única de Materiais de Esterilização por meio de parceria público-privada (PPP);

- Reconstrução da maternidade do Hospital Odilon Behrens;

- Implantação total da Solução Tecnológica Integrada da Gestão de Regulação, Ambulatorial e Hospitalar (SIGRAH) e do Prontuário Único Eletrónico do Cidadão em vários pontos da rede assistencial do SUS;

- Conclusão da parceria público-privada de Limpeza Urbana;

- Produção de unidades habitacionais;

- Projeto de Urbanização da Região da Izidora;

- Execução das obras públicas para acelerar o desenvolvimento econômico e requalificação urbanística no Vetor Norte e no Eixo Leste;

- Melhorias sociais, urbana e ambientais nas regiões dos bairros Cabana e Jatobá;

- Obras de macrodrenagem (córregos Túnel Camarões, Cachoeirinha, Cercadinho, Pintos, Barreiro e Leitão; ribeirões Pampulha e do Onça, além de Bacia do Ribeirão Izidora e das 2ª e 3ª fases da macrodrenagem do Vilarinho).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade