UAI
Publicidade

Estado de Minas COVID-19

COVID-19: Cidades do Sul de MG elevam restrições a festas de fim de ano

Municípios de Minas Gerais cancelam programação de Natal e réveillon para tentar conter avanço dos casos de infecção no interior do estado


23/12/2020 06:00 - atualizado 23/12/2020 07:45

São Lourenço, no Sul de Minas, vai apostar em um Natal solidário e celebração pela internet(foto: Divulgação)
São Lourenço, no Sul de Minas, vai apostar em um Natal solidário e celebração pela internet (foto: Divulgação)


Proximidade das festas de fim de ano e aumento expressivo de infecções pelo novo coronavírus têm preocupado prefeituras do interior de Minas Gerais. Se em algumas regiões, como a Leste, medidas de flexibilização foram tomadas para estimular o comércio, no Sul do estado e na Região Central as restrições aumentaram em relação à COVID-19. O grande movimento de pessoas nas ruas para as compras de Natal e as celebrações em famílias motivaram mudanças radicais em celebrações tradicionais. 

No Sul de Minas, muitas cidades estão adotando medidas de restrições para conter o avanço da COVID-19. A média móvel de casos da doença, levantada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), apresentou aumento de 25% em toda a região em relação aos últimos 14 dias. Os dados são de quinta-feira (17/12).

São Lourenço, no Circuito das Águas, segue na onda amarela do Programa Minas Consciente com 1.239 casos positivos do novo coronavírus, sendo 25 pessoas que morreram em decorrência da doença. A cidade está com 90% dos leitos de UTI para COVID-19 ocupados.

O Hospital São Lourenço atende cerca de 24 municípios da região com 15 leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI) reservados para pacientes infectados com o novo coronavírus, sendo que, no momento, restam apenas dois leitos disponíveis para novos pacientes. No último fim de semana, a diretoria do hospital publicou nota de alerta à população.

“Sendo assim, solicitamos à população que tome as medidas de precaução mais conhecidas de todos: evite aglomerações, procure ficar em casa, higiene as mãos constantemente, use máscara, mantenha etiqueta de tosse e espirro”, alerta. 

Festa virtual em São Lourenço

 

Para tentar conter esse avanço, a cidade vai apostar em um Natal Solidário e em formato on-line. O 3º Natal das Águas de São Lourenço é uma iniciativa público-privada. O site foi repensado e redesenhado para atender essa nova demanda e apresenta lives especiais de culinária, tutoriais de enfeites e dobraduras, encontros com o Noel e até um espaço para crianças e adultos mandarem suas cartinhas ao Papai Noel com toda segurança e com a garantia de que ele vai responder cada uma.

Uma das novidades dessa edição é o Pedal do Noel, uma ação solidária que parte de um desafio para a população e para todos aqueles que amam o espírito de Natal. A partir da arrecadação de uma determinada quantidade de alimentos, o Papai Noel fará um passeio ciclístico pela cidade e a entrega dos alimentos arrecadados a uma entidade beneficente.

Em Lagoa Santa, prefeitura cancelou show de fogos no réveillon(foto: Gladyston Rodrigues/EM/d.a press)
Em Lagoa Santa, prefeitura cancelou show de fogos no réveillon (foto: Gladyston Rodrigues/EM/d.a press)


Três Corações, também no Sul de Minas, na qual um novo decreto começou a valer no dia 14, segue na onda amarela do Programa Minas Consciente. A medida foi imposta depois que os leitos de UTI reservados para a COVID-19 atingiram 100% de ocupação no Hospital São Sebastião.

O documento restringiu várias atividades no município. Pelo período de 10 dias, restaurantes e estabelecimentos só poderão funcionar como delivery. Eventos particulares, em salão de festas, cinemas, pontos turísticos, clubes com piscinas coletivas, prática de esportes coletivos, estão suspensos.

Comerciantes protestaram da decisão após um evento de formatura da Escola de Sargento das Armas no dia 11. Desse modo, os comerciantes que quiserem continuar com os estabelecimentos abertos vão precisar assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

Olho nos turistas

São Tomé das Letras está com apenas dois casos positivos da doença e ganhou a fama de cidade segura após barrar entrada de turistas por mais de oito meses. O primeiro registro de pessoas infectadas foi em novembro, 20 dias após o município ser obrigado pela Justiça a receber visitantes na cidade.
O decreto em vigor permite a ocupação de 30% de hotéis e pousadas da cidade. No primeiro momento, os pontos turísticos permaneceram fechados, agora, estão liberados para visitação. A prefeitura já cancelou a tradicional queima de fogos durante o réveillon para evitar aglomerações na cidade.

A Prefeitura de Poços de Caldas prorrogou o prazo para a suspensão de atividades e as restrições para o funcionamento de bares na cidade. Um decreto determina que bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniências recebam ocupação máxima de 40% das mesas. Os parques de diversão, parques temáticos; discotecas, danceterias e salões de dança; e eventos públicos e privados de qualquer natureza, inclusive confraternizações, que promovam aglomeração de pessoas estão proibidos na cidade. A única mudança foi com relação aos parques públicos, que estavam proibidos de funcionar.

A decisão é para tentar conter o avanço da doença na cidade. O não cumprimento da determinação caracterizará crime contra saúde pública e desobediência, incluindo, além das penalidades penais cabíveis, sanções administrativas de multa e interdição do estabelecimento.

Poços de Caldas está com mais de 2,4 mil casos registrados do novo coronavírus e 75 mortes confirmadas pela doença. “Tem ocorrido um aumento muito considerável do número de mortes pela COVID-19. Neste momento de confraternização, a gente precisa evitar sair de casa e fazer aglomerações. Além disso, devemos procurar fazer a higienização das mãos para preservar a nossa saúde”, alerta Carlos Mosconi, secretário de Saúde.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade