Publicidade

Estado de Minas SUL DE MINAS

Após 166 dias sem registros, Fama confirma primeiro caso de COVID-19

Paciente infectado é da zona rural e familiares seguem isolados; prefeito gravou um vídeo para tranquilizar a população


08/09/2020 18:17 - atualizado 08/09/2020 18:57

Fama (MG) registra primeiro caso de COVID-19(foto: Prefeitura de Fama)
Fama (MG) registra primeiro caso de COVID-19 (foto: Prefeitura de Fama)

A Prefeitura de Fama, no Sul de Minas, confirmou nesta terça-feira (8), o primeiro caso de COVID-19 na cidade. O município de pouco mais de 2 mil habitantes ficou 166 dias sem nenhum registro.

 

De acordo com a prefeitura, o paciente infectado é da zona rural. O prefeito da cidade, Osmair Leal dos Reis, gravou um vídeo para explicar a situação. “Infelizmente, nesta manhã, a gente constatou um paciente da zona rural, na divisa com Paraguaçu, mas é nosso paciente. Foi feito um teste nele e deu positivo, mas o setor da saúde já tomou providencias e enviou uma equipe para dar suporte para a família. Estão todos em isolamento domiciliar”, diz.

 

Prefeito de Fama (MG) grava vídeo para explicar o caso (foto: Prefeitura de Fama)
Prefeito de Fama (MG) grava vídeo para explicar o caso (foto: Prefeitura de Fama)
O prefeito afirma que todos os cuidados estão sendo tomados para não contaminar o restante da população. “Cancelamos, hoje, várias consultas dos moradores da zona rural com o cardiologista para evitar contato. Nós só vamos atender paciente da zona rural se for emergência. O pessoal vai precisar ir para Alfenas pelos próximos 15 dias”, ressalta.

 

No vídeo, o prefeito também tranquilizou a população. “A equipe está preparada para enfrentar essa situação. Calma, que vai dar tudo certo”, finaliza.

 

O município segue com seis casos suspeitos do novo coronavírus e não está fechada para turistas. Em julho, a prefeitura chegou a fechar o comércio, hotéis e pousadas durante os fins de semana. O objetivo era evitar pessoas que buscam ficar às margens do Lago de Furnas. Mas no mês passado, a entrada passou a ser controlada. A prefeitura organizou uma barreira sanitária para orientar as pessoas que chegam na cidade.

 

Depois da confirmação desse paciente, apenas São Thomé das Letras, no Sul de Minas, segue sem registros. A cidade ainda está fechada para os turistas.

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade