Publicidade

Estado de Minas CENTRO-OESTE

Incêndio destrói 14 mil hectares do Parque Nacional da Serra da Canastra

Novos focos foram identificados em sobrevoos feitos pelo local; o fogo já consumiu 7% da área do parque


19/08/2020 13:35 - atualizado 19/08/2020 14:00

Equipes sobrevoam o local para identificar novos focos(foto: CBMMG/Divulgação)
Equipes sobrevoam o local para identificar novos focos (foto: CBMMG/Divulgação)
Cerca de 14 mil hectares já foram consumidos por um incêndio que atinge o Parque Nacional da Serra da Canastra, na região de São Roque de Minas, no Centro-oeste de Minas. O fogo começou no último sábado (15) e se alastrou rapidamente. O local tem 71.525 hectares demarcados e as chamas já consumiram 7% da área.

 

Mais de 70 pessoas atuam no combate do fogo. A equipe conta com o apoio de brigadistas dos parques nacionais da Serra do Cipó, Serra dos Órgãos e do Caparaó, além do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Instituto Estadual de Florestas de Minas Gerais (IEF/MG).

 

Incêndio começou no sábado (15) e se alastrou rapidamente(foto: CBMMG/divulgação)
Incêndio começou no sábado (15) e se alastrou rapidamente (foto: CBMMG/divulgação)
Na manhã desta quarta-feira (19), novos focos de incêndio foram identificados a partir de sobrevoos pela área. “Nossa equipe fez dois sobrevoos pela manhã. No primeiro, focos na região de Jacó, Vale dos Cândidos e Gurita foram identificados. Por volta das 10 horas, enviamos equipes para pontos no Alto da Maria Concebida, que estão em atenção”, explica o capitão Thiago Augusto Pereira.

 

As equipes estão empenhadas e permanecem no local fazendo todo o trabalho de combate às chamas. “Três pontos foram definidos para o lançamento de água das aeronaves. O objetivo é que o incêndio não ultrapasse um riacho e se estenda para outra área”, completa.

 

De acordo com Carlos Henrique Bernardes, chefe do parque, o local está fechado desde março por conta da pandemia de COVID-19. Há relatos de que o incêndio tenha sido provocado. “Quando o fogo for controlado, partimos para as investigações”, finaliza.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade