Publicidade

Estado de Minas CONTAGEM

Vídeo mostra momento em que a mãe deixa corpo da filha recém-nascida em banheiro de hipermercado

Delegada descarta participação do marido da mulher, que não era o pai da criança, no crime


17/08/2020 20:24 - atualizado 17/08/2020 20:46

A mulher descartou o corpo da filha na lixeira de um banheiro de hipermercado, em Contagem(foto: Reprodução de vídeo)
A mulher descartou o corpo da filha na lixeira de um banheiro de hipermercado, em Contagem (foto: Reprodução de vídeo)

Um vídeo, obtido pela Polícia Civil e divulgado na manhã dessa segunda-feira, é a principal prova no inquérito que investiga a morte de um bebê recém-nascidoencontrado dentro da lixeira de um banheiro, em um hipermercado em shopping de Contagem. A autora do crime é a mãe da criança, que já está presa. Ela foi identificada e conduzida à Delegacia de Contagem no dia seguinte ao encontro do corpo.

 

Segundo a delegada Elisa Moreira, que comandou as investigações, a mãe, de 29 anos, asfixiou a criança, do sexo feminino, logo após o nascimento, como foi comprovado pela perícia técnica, apesar de ela ter dito em depoimento que a criança teria nascido morta.

 

A mulher, segundo a Dra. Elisa, contou que a filha não seria de seu marido e que seu casamento não ia bem. E também que pretendia ter a filha no interior e criá-la longe do companheiro.

 

A mulher disse também, segundo a delegada, que conseguiu esconder a sua gravidez do marido e que a menina nasceu com 37 semanas de gestação.

 

Pelo homicídio, segundo a Dra. Elisa, a mãe será indiciada por homicídio por motivo fútil, por asfixia de incapaz, o que proporciona o aumento da pena, e também por ocultação de cadáver. A delegada afastou qualquer suspeita sobre a participação do marido no crime. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade