Publicidade

Estado de Minas RESGATE EM BH

Soneca radical: morador em situação de rua dorme em viga do Arrudas, em BH

Bombeiros foram acionados por moradores próximos para resgatar o homem, que ainda estava desacordado quando os militares chegaram


13/08/2020 18:12 - atualizado 13/08/2020 18:19

Vizinhos ao local da ocorrência registram o fato das janelas(foto: Reprodução/WhatsApp)
Vizinhos ao local da ocorrência registram o fato das janelas (foto: Reprodução/WhatsApp)

 

Um homem em situação de rua foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros na tarde desta quinta-feira (13) ao tirar um cochilo em uma das vigas do Ribeirão Arrudas. A ocorrência foi registrada na altura do 2.271 da Avenida dos Andradas, no Bairro Santa Efigênia, Região Leste de Belo Horizonte.

 

De acordo com os bombeiros, pessoas que passavam pela região acionaram os militares pelo 193. Quando as equipes chegaram ao local, o homem ainda estava desacordado.

 

Com cuidado, os bombeiros acordaram o morador em situação de rua. Ele, segundo a corporação, estava consciente.

 

“A maior dificuldade desse tipo de ocorrência é realmente a reação da vítima. A vítima pode correr ou tentar fugir e acabar se acidentando. Mas, no caso de hoje (quinta), o problema foi resolvido até de maneira simples porque o homem não reagiu”, conta o tenente Bernardo, que coordenou os trabalhos dos bombeiros no local.

 

De acordo com o tenente, esse tipo de ocorrência não é comum, mas já aconteceu outras vezes, sobretudo com moradores em situação de rua. “É um treinamento que costumamos fazer no Arrudas, porque acontece. O importante é que as pessoas sempre acionem os bombeiros, porque temos experiência e o material necessário para resguardar também a equipe”, explica.

 

Segundo Bernardo, é fundamental que o militar esteja ancorado por cordas para, em caso de queda da vítima, o bombeiro se mantenha seguro.

 

O homem resgatado no Arrudas nesta quinta foi encaminhado à Unidade de Pronto-Atendimento Centro-Sul, no Santa Efigênia, para avaliação médica.

 

Ele se queixava, segundo os bombeiros, de dores de cabeça. Contudo, a suspeita é que esse sintoma seja resultado do consumo de bebidas alcóolicas.

 

No total, seis bombeiros, distribuídos por duas viaturas, participaram da ocorrência.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade