Publicidade

Estado de Minas NORTE DE MINAS

Justiça por Josué: familiares de adolescente assassinado protestam em Montes Claros

Agente penitenciário apontado como o principal suspeito de matar Josué Nogueira, de 16 anos, foi preso e solto no dia seguinte


28/07/2020 16:18

(foto: Reprodução/Redes Sociais)
(foto: Reprodução/Redes Sociais)

Um protesto em pedido de justiça pelo assassinato de um adolescente em Montes Claros, no Norte de Minas, foi mobilizado por familiares e parentes na tarde desta terça-feira (28). Josué Nogueira, de 16 anos, morreu com um tiro na cabeça, na madrugada de domingo (19), na Vila Anália.

O principal suspeito é o agente penitenciário V. A. T., de 40 anos, que chegou a ser preso mas foi solto no dia seguinte.

Nas faixas, os apoiadores carregaram mensagens de protesto ao crime e à soltura do suspeito com dizeres: “Tiro na nuca não é legítima defesa” e “Vidas negras importam”. Pelas redes sociais, o caso ganhou notoriedade com a hashtag #JustiçaPorJosué.

A manicure Ellen Teixeira, de 31, tia de Josué, disse que a manifestação teve participação de 250 a 300 pessoas que seguiram em carreata pela cidade. “Nossas expectativas foram realizadas, tivemos bastante apoio graças a Deus”, comenta. “O que a gente pede é que a justiça seja feita.”

Investigação do crime

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar o assassinato. De acordo com o delegado de Homicídios, Bruno Rezende da Silveira, o agente penitenciário disse que agiu em “legítima defesa”.


O servidor também argumentou que sofreu retaliação por parte dos frequentadores de um bar situado em frente à casa dele. Disse que o estabelecimento foi fechado pela Vigilância Sanitária, em função de descumprimento de medidas preventivas contra a transmissão do coronavírus, e que os frequentadores acham que ele foi responsável pela ida da equipe de fiscalização até o local. 

No entanto, a família do adolescente desmente a versão do suspeito e sustenta que o agente penitenciário fez o disparo a sangue frio. “Foi covardia. Ele atirou no menino pelas costas”, afirma o operário Antonio José Nogueira, pai de Josué.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade