Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Escritora cria suporte para máscaras e doa a hospitais de BH

Ideia surgiu a partir de reclamações de médicos e enfermeiros que atuam contra coronavírus, de que peças vinham ferindo as orelhas


postado em 06/05/2020 16:50 / atualizado em 06/05/2020 17:55

(foto: Reprodução/Odete Castro)
(foto: Reprodução/Odete Castro)
Não é fácil para um profissional trabalhar num hospital e passar horas a fio usando máscaras de proteção, como nestes tempos de coronavírus. Os relatos de desconforto e, sobretudo, ferimentos, levaram a escritora Odete Castro a tentar uma alternativa para aqueles que atuam na área de saúde. "Imaginei ajudar e bolei um suporte para as máscaras. As pessoas ficavam incomodadas. Reclamam que as máscaras machucam a orelha”, conta ela, mentora em Belo Horizonte do projeto Uma flor, uma cura.

A reclamações sobre o surgimento de feridas, relatadas por amigos e amigas da área de saúde de Odete, fizeram com que ela resolvesse lançar mão de um novo projeto. “Eu vi algo parecido num site norte-americano e resolvi fazer algo semelhante aqui”, conta.

O suporte é simples. Consiste numa tira de fita de cerca de 16 centímetros, na qual se prendem dois botões nas extremidades. Ela fica na parte de trás da cabeça. E nos botões são presas as pontas dos elásticos que fixam as máscaras, o que permite modulação. “Isso traz alívio para quem usa”, diz Odete.

A escritora começou a confeccionar os suportes em março. Eles são doados a hospitais. Até o momento, foram entregues 600. Só nesta quarta-feira (6), 150 foram levadas à Santa Casa de Misericórdia da capital mineira. “No começo, eu as fazia de tricô ou crochê. Mas isso demorava muito e os pedidos eram muitos. Por isso passei a fazer com fitas e malha, para poder atender o maior número possível de pedidos”.

Todo o material das máscaras, tiras de pano e botões, vem de doações, que podem ser entregues na Rua Washington, 265, Bairro Sion. Odete é participante também do grupo Mimos com afeto, que distribui lanches para os trabalhadores da saúde em hospitais desde o início da crise da COVID-19.

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Gráficos e mapas atualizados: entenda a situação agora
Vitamina D e coronavírus: o que já sabemos
Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa
Animais de estimação no ambiente doméstico precisam de atenção especial
Coronavírus x gripe espanhola em BH: erros (e soluções) são os mesmos de 100 anos atrás
Vídeo: coronavírus, quando isso tudo deve acabar?

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade