Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Coronavírus: CDL solicita que lojas de tecido sejam consideradas essenciais

Entidade ressalta que o ramo fornece, de forma indireta, material para a confecção das máscaras, 'utilizadas como barreira na propagação do coronavírus'


postado em 16/04/2020 17:38 / atualizado em 16/04/2020 19:33

(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A press)
(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A press)
A Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) encaminhou ao prefeito Alexandre Kalil (PSD), um ofício solicitando que as lojas de tecidos sejam consideradas serviços essenciais. Isso porque, depois que o prefeito anunciou que o uso de máscaras seria obrigatório nas ruas a partir desta sexta-feira (17), as lojas deste segmento foram muito procuradas pela população.

Como a procura foi grande, houve aglomeração de pessoas em frente a algumas dessas lojas durante a semana. O movimento acabou chamando a atenção dos agentes da Guarda Civil Municipal, que foram flagrados durante todo o dia fotografando alvarás, fechando lojas e ameaçando multar os lojistas que continuassem com as portas abertas.
 
De acordo com assessoria de imprensa da PBH, as lojas de tecidos não estão elencadas entre aquelas cujo funcionamento é permitido, conforme o decreto municipal 17.328/2020. Dessa forma, as lojas desse segmento podem realizar suas vendas apenas no sistema de delivery, com vendas pelo telefone ou internet.  

Em conversa com Estado de Minas, a logista Marina Moreira, de 28 anos, afirma que, mesmo realizando o serviço de entregas, a guarda impede a entrada dos motoboys nas lojas para buscar o material. Segundo ela, os agentes alegam que a entrada dessas pessoas nos estabelecimentos é considera aglomeração e ameaçam multar se a regra não for obedecida. A multa, no caso da administradora, chegaria a R$42 mil. 
 
Na imagem, Marina Moreira proprietária de uma das lojas de tecidos do Bairro Barro Preto(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A press)
Na imagem, Marina Moreira proprietária de uma das lojas de tecidos do Bairro Barro Preto (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A press)
 

Marina teve que adotar outro tipo de serviço nas lojas. A lojista, que antes vendia todo tipo de tecido, agora só aceita encomendas a partir de 20m de pano e mantém a loja fechada. 

A CDL ressalta que as lojas de tecido são fornecedores de matérias para “diversas fábricas, hospitais e clínicas médicas” e que, de uma forma indireta, fornecem os produtos  que são “utilizados como barreira na propagação do coronavírus, seguindo as orientações divulgadas pelo Ministério da Saúde”.
 
Além das lojas de tecido, a CDL também encaminhou o pedido para petshops. De acordo com a nota, "a CDL/BH argumenta, no documento, que estes estabelecimentos desempenham atividades de extrema importância no atendimento primário à prevenção, controle, cuidados com animais em cativeiro e erradicação de pragas dos vegetais e de doença dos animais".
 
*Estagiária sob supervisão da editora Liliane Corrêa

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Gráficos e mapas atualizados: entenda a situação agora
Vitamina D e coronavírus: o que já sabemosCoronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa
Animais de estimação no ambiente doméstico precisam de atenção especial
Coronavírus x gripe espanhola em BH: erros (e soluções) são os mesmos de 100 anos atrás
Vídeo: coronavírus, quando isso tudo deve acabar?



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade