Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

BH: Quem estiver na rua pode ser preso; entenda

Dados de monitoramento por celular também começam a ser usados para evitar aglomerações


postado em 14/04/2020 16:11 / atualizado em 15/04/2020 15:09

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)

As medidas para manter o isolamento social em Belo Horizonte ainda não afrouxaram com o passar do tempo, como tem acontecido em outras cidades em Minas. Em coletiva de imprensa nesta terça-feira, a prefeitura de BH afirmou que tem apoio da Polícia Militar e da Guarda Civil para prender quem desrespeitar normas vigentes nas ruas.

 

Na semana passada, áreas de convívio público que se destacavam com aglomeração de pessoas já haviam sido isoladas, como a Lagoa da Pampulha, por exemplo, onde a reportagem do Estado de Minas flagrou grande aglomeração de pessoas.

 

O comandante da Guarda Municipal de BH, Rodrigo Sérgio Prates, sustentou que “o que tiver que fazer para cessar essa aglomeração, nós vamos fazer”.

 

Prates explicou que há um respaldo da legislação que permite a condução de pessoas à delegacia mediante desobediência da ordem do agente público diante de um enfrentamento epidemiológico. “A ordem é não fazer aglomeração de pessoas. Quando tem o cenário de desobediência, a pessoa está passível de ser conduzida à Delegacia de Polícia Civil. É esse o cenário”, alertou.

 

O comandante disse que até o momento nenhuma prisão foi feita porque as pessoas que chegaram a ser abordadas acataram a ordem da Guarda Municipal. “O que nós percebemos, muitas vezes, é o constrangimento da própria pessoa quando ela é alertada sobre o risco em que está se colocando e colocando os outros”, disse Prates.

 

Controle de lotação

 

O prefeito Alexandre Kalil (PSD) afirmou ainda que a Guarda Municipal vai atuar no controle de lotação do transporte público e que a cidade já conta com monitoramento de aglomeração por celular, sem detalhar sobre o sistema.

 

"A Guarda Municipal está por conta disso. Estamos na guerra. Mas nós já temos monitoramento de transporte e já temos monitoramento que está vindo em telefone celular, então temos que esperar os resultados para ver o nível que nós estamos atingindo de isolamento social”, disse Kalil. 

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Especial: Tudo sobre o coronavírus 

Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa

Coronavírus é pandemia. Entenda a origem desta palavra



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade