Publicidade

Estado de Minas

Vírus influenza já matou 11 pessoas em Minas; BH tem oito mortes

Boletim divulgado nesta segunda-feira pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG) mostra que já são 23 mortes ocasionadas por vírus respiratórios em 2019


postado em 10/06/2019 12:12

Campanha Nacional de Vacinação terminou na última sexta-feira(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press.)
Campanha Nacional de Vacinação terminou na última sexta-feira (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press.)

Moradores de Minas Gerais devem tomar os cuidados necessários para evitar a gripe. O número de mortes provocados pelo vírus Influenza aumentou. Já são 11 óbitos confirmados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG). Em Belo Horizonte, oito pessoas já perderam a vida depois de contraírem o vírus, como mostrou o Estado de Minas na edição de sábado. A maioria dos casos foram provocados pelo A H1N1, que provocou uma epidemia mundial em 2009.

O boletim epidemiológico da gripe foi divulgado nesta segunda-feira pela SES. O levantamento mostra que já foram notificados 1.354 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) neste ano. Foram confirmados, por meio de investigação laboratorial, 75 casos por influenza e outros 166 por outros vírus respiratórios. A maioria dos casos de Influenza foram pelo tipo A H1N1. Ao todo, 63 pessoas foram infectadas pelo vírus. Outros cinco por H2N2, outros dois por influenza A não subtipado e dois por  não subtipável.

O número de pessoas infectadas por Influenza vem aumentando durante o ano. Em 18 dias, a alta foi de 33,9%. Em boletim divulgado pela SES em 24 de maior, eram 56 casos confirmados pela doença.

Mortes aumentam


As mortes em decorrência da grupe também aumentaram neste mesmo período. Segundo a SES, foram notificados 123 óbitos por SRAG. Destes, 23 tiveram associação a vírus respiratórios. Sendo  11 pelo tipo A H1N1 e outras 12 associadas a outros vírus respiratórios.

A situação pode ser ainda pior. O boletim da SES não inclui duas mortes registradas em Belo Horizonte. A capital mineira já registra oito óbitos, sendo seis pelo tipo A H1N1 e dois por um vírus não subtipados. Os dados foram divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMSA).

Foram registradas mortes, ainda, em Andrelândia, no Sul de Minas,  Campo Belo, no Centro-Oeste, Juiz de Fora, e Leopoldina, na Zona da Mata, e Uberlândia, no Triângulo. Cada cidade registrou um óbito.


Publicidade