Publicidade

Estado de Minas

Estações de integração do Move terão agentes de segurança

Estações São Gabriel e Pampulha já contam com efetivo da Guarda Municipal. Operação é desdobramento da "Viagem Segura", que colocou agentes dentro de ônibus da capital


postado em 04/04/2018 16:55 / atualizado em 04/04/2018 17:55

(foto: GMBH/Divulgação)
(foto: GMBH/Divulgação)
Usuários que já contavam com a presença de agentes da Guarda Municipal de Belo Horizonte dentro dos ônibus da capital, agora terão acesso aos agentes de segurança dentro das estações de integração do Move. As primeiras a receberem os guardas são as estações São Gabriel, na Região Nordeste, e Pampulha. Nas duas, unidades de monitoramento da ordem pública já estão em funcionamento para auxiliar usuários do transporte público.

A Operação Estação Segura é um desdobramento da Operação Viagem Segura, lançada em janeiro de 2017, quando ficou estabelecida a presença dos agentes de segurança em linhas que transitam pelas avenidas Antônio Carlos e Senhora do Carmo. Eles são responsáveis por acompanhar a viagem, abordar e evitar furtos dentro dos veículos que circulam na capital mineira.

Na nova ação, os guardas são responsáveis pela organização do espaço de integração, pela ação de vendedores clandestinos, agem preventivamente para evitar a prática de roubos e furtos contra usuários do transporte público e inibem a evasão de passageiros que não pagam passagem.

Na Estação São Gabriel, os agentes se revezam desde janeiro deste ano em turnos para que a segurança seja garantida aos usuários do transporte público. Segundo a Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção (SMSP), os guardas praticam o policiamento de proximidade, que consiste na circulação do agente entre as pessoas, prestando informações aos usuários, evitando a ação de vendedores clandestinos e coibindo evasão de passageiros. Outro ponto destacado pela pasta é de que os trabalhadores também sentem-se mais seguros.

APOIO Um posto avançado de atendimento da Guarda Municipal já funciona na estação, que integra o metrô e um terminal metropolitano, servindo como ponto de apoio ao agente que trabalha no local, assim como ao cidadão que necessita de alguma ajuda. Na Estação Pampulha, entretanto, os guardas contam também com o apoio do Canil da Guarda Municipal.

A intenção da pasta é que o serviço seja estendido para as estações Barreiro, Diamante, Vilarinho e Venda Nova – onde já há atuação da Guarda Municipal por meio de visitas assistidas e rondas motorizadas, segundo a secretaria. Os agentes ficam por alguns minutos com as luzes giratórias das viaturas ligadas, várias vezes por dia, e em horários não fixos.

* Sob supervisão da subeditora Ellen Cristie

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade