UAI
Publicidade

Estado de Minas SMART CITY

Passos inaugura primeira parte da Cidade da Saúde e do Saber

Cidade inteligente com viés filantrópico tem gasto de R$ 20 milhões e fica em área privilegiada às margens da MG-050


17/11/2021 17:06 - atualizado 17/11/2021 18:35

Cidade da Saúde e do Saber é construída às margens da MG-050, em Passos
A Santa Casa de Passos teve que fazer toda a infraestrutura da área, como: sistema de drenagem, água, esgoto, sistema elétrico e telecomunicações (foto: SCMP/Divulgação)
A Santa Casa de Misericórdia de Passos inaugura no dia 27 de novembro a primeira parte da Cidade da Saúde e do Saber. A Smart City, cidade inteligente das oportunidades, pretende promover investimento regional e nacional na região, tanto no setor de produção de conhecimento quanto no de saúde.
 
As cidades inteligentes são uma coexistência harmônica entre sistemas, meio ambiente e pessoas, que interagem e usam energia, materiais, serviços e financiamento para catalisar o desenvolvimento econômico e a melhoria da qualidade de vida. Esses fluxos de interação são considerados inteligentes por fazerem uso estratégico dos recursos, voltados para um estilo de vida saudável para o indivíduo, a economia e o meio ambiente.
 
A ideia do projeto aconteceu há 10 anos, quando se pensava na estratégia de futuro da Santa Casa, tanto de estrutura quanto de modelo assistencial. E, durante esse tempo de trabalho, foram várias discussões de que precisavam evoluir, usa-se muito o termo “hospital extra muro”, algo que fosse inovador e que gerasse um impacto de forma exponencial para todos.  

E com isso surgiu a Cidade da Saúde e do Saber, que será um Ecossistema de Saúde e Educação, ou seja, vai muito mais além do que hospital, será um ambiente gerador de Saúde, é a integração aos sistemas de educação, do social, do ambiental, do econômico.

É considerada um protótipo de cidade inteligente, onde usa-se todos os conceitos de Smart City desde a infraestrutura até a questão de edificações inteligentes, mobilidade urbana sustentável, sistema de gestão e monitoramento, enfim, todos os componentes de uma Smart City com o propósito de promover um ambiente capaz de gerar qualidade de vida em todos as dimensões.

Área

 
A Cidade da saúde e do Saber possui uma área de 140.000m², fica às margens da MG-050, com um potencial construtivo de mais de 190.000m² distribuídos em área comercial, estacionamentos, centro de eventos, centro de atenção à saúde, centro de apoio clínico, centro de inovação, hotel, entre outros. É a cidade das oportunidades considerada um polo tecnológico, com atração de novos negócios, promovendo uma transformação cultural, social, econômica e ambiental para Passos e região.
 
A construção da Cidade está sendo dividida por fases. A Santa Casa teve que fazer toda a infraestrutura da área, como: sistema de drenagem, água, esgoto, sistema elétrico, Telecomunicações. Toda infraestrutura possui tecnologia embarcada que estão alinhadas ao conceito de Cidade Inteligente.
 
“Consideramos esta, a primeira fase de entrega do projeto, ou seja, a cidade mínima viável. Além da infraestrutura, contempla também a Praça do Legado. Esta praça tem um significado muito importante para o projeto, consideramos ser o “marco da história” para as próximas ocupações que consideramos a segunda fase do projeto”, disse Daniel Porto Soares, superintendente-geral da Santa Casa de Misericórdia de Passos.
 
Os gastos estimados são em torno de R$ 20 milhões, desde o início da obra. Muitos dos recursos advêm de doações da comunidade, Empresas Privadas, recursos próprios da Santa Casa de Passos e Terceiro Setor.
 

Quando ficará pronta? 

 
A Smart City não tem um prazo para ser terminada. “No momento é muito difícil delimitar exatamente a expectativa de entrega total da Cidade da Saúde e do Saber, uma vez que é considerada uma cidade e trouxemos todos os elementos que compõem uma cidade, como: praça, área comercial, hotel, centro de convenções, educação, saúde, lazer, igreja", inicia Daniel.

"Esses elementos contemplam a segunda fase do projeto, que são considerados a estratégia de ocupação que está embasada em 3 pilares: Necessidade; Viabilidade e Oportunidade. Essa segunda fase possui previsão de entrega em 5 anos a partir de 2022", complementa o superintendente.
 
Até 2027, no entanto, Daniel afirma que há a previsão da construção do ambulatório, com especialidades de alta complexidade como oncologia, saúde mental; no âmbito terciário a previsão do Hospital Dia; o centro de convenções; complexo comercial e moradia assistida (pelo menos 1 torre com 10 pavimentos aproximadamente 4 apartamentos por andar).
 
O empreendimento tem o viés filantrópico. “É unidade administrativa da Santa Casa de Passos, que se classifica como filantrópica. O projeto passou por consultoria jurídica para adaptar modelos de negócios, mantendo o viés filantrópico, mas trazendo oportunidades de negócios, estabelecendo a missão da Santa Casa de Passos de cuidar de sua comunidade e ainda trazer oportunidades inovadoras e propícias para a região”, explica Daniel.
 
O evento de entrega da Primeira Fase da CSS vai acontecer no dia 27/11, às 20h30, e será transmitido ao público pelos canais do Facebook, Instagram e Youtube da Cidade da Saúde e do Saber. A inauguração será contemplada com a Cidade mínima Viável, que conta com toda a infraestrutura e a Praça do Legado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade