Publicidade

Estado de Minas BOAS FESTAS

Mesmo com pandemia, consumidores de BH devem presentear mais neste Natal

Valor do ticket médio por presente deve aumentar 33,22% chegando a R$ 111,86


04/12/2020 09:42 - atualizado 04/12/2020 10:04

Comércio deve ter aquecimento no Natal de 2020(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Comércio deve ter aquecimento no Natal de 2020 (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)

O Natal pode ser uma boa oportunidade para que comerciantes recuperem parte das perdas registradas em decorrência da pandemia de COVID-19. Pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead), da Universidade Federal de Minas Gerais, mostra que a intenção dos belo-horizontinos em presentear aumentou 3,81% em relação a 2019.

A mesma pesquisa mostra que o valor do ticket médio por presente deve aumentar 33,22% chegando a R$ 111,86.

 

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC-BH) permanece abaixo dos 50 pontos – nível que separa o pessimismo do otimismo – mas, apresentou alta de 1,93% no mês de novembro, chegando a 37,16 pontos. É o maior registro desde a implementação de medidas de combate à pandemia de COVID-19.

Cesta básica

A pesquisa do Ipead revelou ainda que a cesta básica subiu 6,23% entre outubro e novembro de 2020, alcançando R$553,24.


A alta da cesta acumulada nos últimos 12 meses é de 33,53%, aproximadamente sete vezes maior do que a inflação.

 

batata inglesa foi o produto que apresentou maior alta, de 42,78%, chegando a R$4,62 o quilo. Também subiram tomate santa cruz (36,67%), o óleo de soja (11,71%), o arroz (9,55%), o chã de dentro (4,34%), o açúcar cristal (4,21%), o café (1,39%) e o pão francês (1,17%).

CLIQUE AQUI PARA VER MAIS DETALHES DA PESQUISA


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade