Publicidade

Estado de Minas ATRAÇÃO NATALINA

Natal em BH: iluminação do Circuito Luzes da Liberdade é inaugurada

Projeto foi ampliado para outras áreas do Centro por causa da COVID-19. Além das luzes, festival terá em sua programação grandes nomes da música mineira


02/12/2020 21:39 - atualizado 02/12/2020 22:08

Projeções com áudio e elementos referentes ao estado serão apresentados na fachada do Palácio da Liberdade(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
Projeções com áudio e elementos referentes ao estado serão apresentados na fachada do Palácio da Liberdade (foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
Ponto alto das atrações natalinas em Belo Horizonte, a iluminação do Circuito Luzes da Liberdade foi inaugurada nesta quarta-feira (2/11). O evento, que contou com a presença do governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), também marcou uma das celebrações dos 300 anos do estado.

Neste ano, a tradicional iluminação de Natal que agrega brilho à Praça da Liberdade foi expandida para outros lugares do Centro de Belo Horizonte. A medida tem como objetivo espalhar pessoas para que não haja aglomeração, por causa do perigo da disseminação da COVID-19.

O percurso começa na Praça Rui Barbosa (Praça da Estação), passando pela Rua da Bahia, depois pelo Bairro Floresta até circundar a Praça da Liberdade. O foco da iluminação de Natal será nos 300 anos de Minas Gerais, ou seja, na comemoração da criação, em 1720, da Capitania de Minas, que envolveu a delimitação do território, a organização administrativa e questões jurídicas. 



A iluminação será divida em quatro modalidades: projeção mapeada no Palácio da Liberdade – performance de interação entre o audiovisual e o ambiente físico; iluminação cênica e natalina na travessa central da Praça da Liberdade e prédios variados; projeções em empenas em pontos da Rua da Bahia e Avenida do Contorno; e laser show, um show de luzes que será visto de vários pontos da cidade.

Ver galeria . 5 Fotos Fachada do Palácio da Liberdade receberá, até o dia 6 de janeiro, projeções com elementos que remetem ao estadoTúlio Santos/EM/D.A Press
Fachada do Palácio da Liberdade receberá, até o dia 6 de janeiro, projeções com elementos que remetem ao estado (foto: Túlio Santos/EM/D.A Press )
Na noite desta quarta, por exemplo, o público pôde conferir a projeção focada no Palácio da Liberdade. O festival foi aberto pelos músicos Marcus Vianna e Maurício Tizumba, que contaram com a parceria da Orquestra Sinfônica do Estado. Juntos, executaram uma homenagem aos 300 anos de Minas Gerais.

Romeu Zema também discursou no evento. Em sua fala, o governador destacou a força dos mineiros ao vivenciar muitas crises, ressaltando, também, que assumiu o estado tendo que enfrentar alguns desafios, como o rompimento da barragem de Brumadinho e a chuva que atingiu Minas no começo do ano, além da pandemia da COVID-19.

“Tivemos a barragem que se rompeu, uma chuva que devastou vários municípios e um estado totalmente entregue às traças com prefeitos sem receber, servidores sem os direitos que eram devidos, hospitais sem medicamentos, enfim, um caos. Não bastasse tudo isso, chegamos em 2020 com uma realidade nova, diferente de tudo o que tínhamos visto ou vivido. Mas nós temos uma força que ninguém mais tem. Somos mineiros. Acostumados a superar os desafios na marra, com fé e coragem”, disse Zema.

O governador também destacou a pluralidade do povo mineiro, desde a população do campo até os mineiros da capital Belo Horizonte. “Tem o produtor rural, o comerciante, o estudante que sobe as ladeiras das nossas cidades históricas e tem o belo-horizontino, que sempre recebe os visitantes de braços abertos. Minas tem os campos verdes, o queijo, o café com leite, tem mentes brilhantes, tem tecnologia de ponta, tem aço e uma gente sem igual. Sou mineiro do interior com muito orgulho.”

Zema encerrou o discurso citando personagens mineiros históricos, como Tiradentes, Guimarães Rosa e Juscelino Kubitschek. “Temos exemplos de grandeza e superação: temos Tiradentes e sua luta contra o derrame de impostos, Guimarães Rosa com a essência do ser mineiro e JK com espírito desbravador e tantos outros. Minas é do tamanho de sua gente, do tamanho da alegria, da força, da coragem e da fé de nós mineiros. Parabéns Minas Gerais, obrigado Minas Gerais", concluiu.

Luzes e música


Além dos efeitos de iluminação, o festival natalino terá em sua programação shows de grandes nomes da música mineira. As 175 apresentações serão espalhadas por diversos pontos da cidade, com venda de ingressos, e poderão ser acompanhadas via internet. A lista de atrações pode ser consultada no site.

O espetáculo de luzes vai até o dia 6 de janeiro. O público poderá conferir a iluminação de diversos pontos da cidade, diariamente, entre 18h e 22h.

A iniciativa é da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) em parceria com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), Circuito Praça da Liberdade, Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha) e Fundação Clóvis Salgado. O projeto custará R$ 1,4 milhão.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade