Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Confiança do empresário do setor eletroeletrônico sobe em julho a 54,9 pontos

Houve aumento de 0,7 ponto do Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) do setor eletroeletrônico para 54,9 em julho


postado em 22/07/2019 14:06 / atualizado em 22/07/2019 14:50

(foto: Reprodução/CNI )
(foto: Reprodução/CNI )

O andamento da reforma da Previdência, que já foi aprovada em primeiro turno no plenário da Câmara, parece já ter resgatado um pouco do ânimo do empresário, observa o presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Humberto Barbato.

O executivo faz a observação tomando como base o aumento de 0,7 ponto do Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) do setor eletroeletrônico para 54,9 pontos em julho. "O ânimo do empresário começa a dar sinais de melhora", diz Barbato, ao lembrar que esta é a segunda alta consecutiva do ICEI após quatro quedas seguidas.

"Ainda temos alguma apreensão em função de outros temas, como a Lei de Informática, mas estamos confiantes de que nossa discussão com o governo está bem encaminhada e esperamos um resultado positivo", afirma.

Na área elétrica, o Índice passou de 54,4 pontos em junho para 51,4 pontos em julho, uma queda de 3 pontos porcentuais. No caso da eletrônica, o ICEI aumentou 4,6 pontos, de 54 para 58,6.

Embora o índice demonstre confiança, por estar acima dos 50 pontos, ainda está em patamar inferior ao observado em janeiro deste ano, de 65,1 pontos. O ICEI varia de 0 a 100 pontos, sendo que valores acima de 50 pontos indicam confiança do empresário industrial e abaixo de 50 pontos mostram falta de confiança.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade