Publicidade

Estado de Minas ECONOMIA

Empresário do setor eletroeletrônico inicia 2019 mais confiante


postado em 25/02/2019 14:02

Pesquisa mais recente de sentimento feita com empresários da indústria do setor elétrico e eletrônico pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e compilada pela Abinee, entidade que congrega as empresas do segmento, mostrou em fevereiro os executivos ainda confiantes na economia brasileira, mas levemente menos otimistas que no ano passado. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) no mês passado atingiu 63,6 pontos, abaixo dos 65,1 pontos registrados em janeiro.

Embora o resultado tenha sido inferior ao registrado em janeiro, o ICEI permaneceu acima do observado em igual período do ano passado (60,7 pontos), indicando que o empresário industrial do setor eletroeletrônico iniciou o ano de 2019 mais confiante do que estava no começo de 2018.

Para o presidente da Abinee, Humberto Barbato, o resultado do ICEI em fevereiro em relação a janeiro é um indicativo de que se medidas que concorram para o destravamento da economia não forem tomadas rapidamente a confiança do empresário tende a ir diminuindo mês a mês.

"Apesar desse otimismo inicial, precisamos que medidas importantes para destravar a economia sejam tomadas rapidamente. Do contrário, veremos mês a mês esse índice arrefecer", avalia Barbato.

O ICEI do Setor Eletroeletrônico atingiu 63,6 pontos no mês de fevereiro e na área elétrica, 63,7 pontos.

Desta forma, o ICEI do setor permaneceu acima da linha dos 50 pontos pelo sétimo mês consecutivo. O Índice varia de 0 a 100 pontos, sendo que valores acima de 50 pontos indicam confiança do empresário industrial e abaixo de 50 pontos mostram falta de confiança.


Publicidade