Publicidade

Estado de Minas

Lenovo/CCE é a terceira empresa mais reclamada em São Paulo

Esta é a primeira vez, desde 2011, que uma empresa de produtos aparece entre as dez primeiras colocadas


postado em 24/03/2015 09:44

A empresa de eletroeletrônicos Lenovo/CCE foi a terceira mais reclamada no ano passado, segundo o Procon de São Paulo. O ranking Cadastro Estadual de Reclamações Fundamentadas abrangeu 8.451 empresas e esta é a primeira vez, desde 2011, que uma marca de produtos aparece entre as dez primeiras colocadas.

O grupo Vivo/Telefônica ocupou o primeiro lugar da lista, seguido do grupo Claro/NET/Embratel. Os serviços de telecomunicações ficaram com 19% das reclamações, seguidos pelas instituições financeiras, com 15%. Em relação aos problemas apontados pelos consumidores, cobrança e vício ou má qualidade do produto respondem juntos por quase 50% das reclamações.

O setor financeiro apresentou o pior índice de atendimento das reclamações. A Caixa Econômica Federal lidera o ranking com 61% dos problemas não resolvidos.

Na classificação por índice de solução, as três primeiras colocadas no cadastro (Vivo/Telefonica, Claro/NET/Embratel e Lenovo/CCE) passam a figurar na 34ª, 47ª e 48ª colocação, respectivamente. Segundo o Procon, isso demonstra que, apesar da grande quantidade de reclamações, as empresas têm se empenhado junto à instituição para resolver os problemas. Por outro lado, a MRV Engenharia, a Faculdade Anhanguera e a Unimed respondem pelos três primeiros lugares deixando sem solução 87%, 69% e 63% das reclamações.

A lista contém apenas reclamações fundamentadas, ou seja, demandas de consumidores que não foram solucionadas, sendo necessária a abertura de processo administrativo para serem trabalhadas junto aos fornecedores.

(foto: Reprodução/Procon-SP)
(foto: Reprodução/Procon-SP)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade