UAI
Publicidade

Estado de Minas FILME

Documentário aborda o drama de aborto espontâneo

"Meus filhos que não nasceram", exibido nesta quarta, retrata histórias de mulheres que se sentiram desamparadas ou até mesmo culpadas


13/10/2021 04:00 - atualizado 13/10/2021 08:16

Documentário 'Meus filhos que não nasceram'
Filme traz o drama Tahyna MacManus, que já sofreu dois abortos (foto: LIFETIME/DIVULGAÇÃO)

O documentário inédito “Meus filhos que não nasceram”, que o Lifetime exibe nesta quarta-feira (13/10), às 21h, apresenta a história de Tahyna MacManus e sua missão de ajudar mulheres que sofreram abortos espontâneos.

Aos 31 anos, depois de vivenciar o seu segundo aborto espontâneo, Tahyna ficou arrasada, perdida, com raiva e, apesar de ter pessoas ao seu redor, se sentia terrivelmente sozinha. Neste momento de solidão, ela decidiu pegar uma câmera e registrar sua história e, ao fazer isso, encontrou sua tribo.

>>>

No filme, mulheres resilientes e corajosas que falam de sua tristeza, vergonha e culpa, enquanto mantêm a esperança. Tahyna descobre que uma em cada quatro mulheres australianas sofre um aborto espontâneo e que o assunto deveria ser mais discutido.

Nesta jornada tão íntima, ela tem a missão de dar visibilidade a todo o constrangimento, fornecer algumas respostas e ajudar as mulheres a não percorrerem mais esse caminho se sentindo desamparadas. Mas, primeiro, ela tem que enfrentar seus próprios medos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade