Publicidade

Estado de Minas Saúde

Estudo associa baixo nível de testosterona à causa da endometriose

Segundo pesquisadores, origem da doença se dá ainda na fase fetal da mulher


10/09/2021 10:00

A endometriose é uma doença inflamatória que afeta até 10% das mulheres em idade fértil em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde. Um estudo realizado pela Universidade Simon Fraser, do Canadá, mostrou algumas suposições importantes que relaciona o hormônio testosterona ao desenvolvimento da endometriose.

A pesquisa mostra que mulheres que possuem a doença tiveram um desenvolvimento fetal em condições relativamente baixas de testosterona em comparação com aquelas que não apresentam a endometriose, ou seja, se uma grávida possui baixo nível desse hormônio, isso irá afetar diretamente no sistema reprodutivo de sua filha.
 

"A descoberta do estudo vai impactar diretamente na forma de diagnosticar precocemente a doença, já que, atualmente, a identificação costuma ser por volta dos 30 anos de idade. Outra vantagem será o monitoramento do nível de testosterona durante a gravidez, que contribuirá para novas possibilidades de tratamento", explica Helizabet Salomão, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Endometriose.

 

Esses avanços aumentam a possibilidade do diagnóstico e tratamento da doença mais precocemente, evitando que a mulher sofra com as dores intensas e uma possível infertilidade causadas pela endometriose.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade